E eis que surge o disco "perdido" dos New Order

Gravado em 2005, quando o grupo trabalhava em 'Waiting For The Siren's Call', mas ficou na gaveta após a separação em 2007. Agora os New Order editam 'Lost Sirens'.

Artista: New Order

Título: "Lost Sirens"

Editora: Warner Bros / Farol

Classificação: 3 / 5

Pode ficar na história como um "álbum perdido", um pouco como em tempos o foram o Black Album de Prince ou Smile dos Beach Boys, e ainda o é Reportage, o disco em que os Duran Duran trabalharam depois de Astronaut e antes de Red Carpet Massacre, mas que nunca chegou a emergir das sessões de estúdio ou o já mítico Toy, que Bowie gravou por volta do ano 2000, juntando novas versões para canções que gravou nos seus primeiros discos, na segunda metade da década de 60. As canções estavam gravadas desde 2005, trabalhadas de resto pelos New Order no mesmo conjunto de sessões das quais nasceria o álbum Waiting Fot The Siren's Call, editado nesse mesmo ano antes da (segunda) separação do grupo em 2007. Destas sessões o tema Hellbent (que é simplesmente uma das melhores canções desta segunda vida dos New Order, posterior à reunião de 1998) tinha já surgido no alinhamento de uma antologia editada em 2005. Agora, o que estava na gaveta emerge como, não necessariamente um "novo" álbum de originais dos New Order (tanto que foi já gravado há quase oito anos e a banda já vai na terceira vida, após novo arranque em 2011, já sem o baixista Peter Hook) mas como uma coleção de peças de arquivo que tem a vantagem de, ao contrário de muitas coletâneas de raridades e inéditos, este alinhamento representar um corpo de trabalho com o sentido de unidade característico da música que nasce de um período único de sessões de estúdio. De certa forma podemos ver Lost Sirens (e o próprio título deixa a sugestão) como um álbum complementar ao disco de 2007, sendo evidentes as afinidades na forma como, mais ainda que em Get Ready (de 2001) os velhos diálogos entre as guitarras (aqui novamente com maior protagonismo) e as eletrónicas, reafirmam, como o fizeram em Waiting For The Siren's Call, um reencontro com a alma central da obra dos New Order. Shake It Up caminha entre o mais vibrante dos patamares rítmicos pós-Republic (o álbum de 1992 que antecedeu a primeira separação). I Told You So revela um interessante labor cénico talhado a electricidade. Mas convenhamos que, além do contagiante I'll Stay With You (que abre o alinhamento), a mais evidente presença de eletrónicas em Sugarcane e o já referido Hellbent, Lost Sirens está longe de repetir a excelência dos álbuns clássicos editados entre 1983 e 1988, afinal aqueles que, juntamente com uma mão cheia de grandes singles, mitificaram (justificadamente) o nome dos New Order.

Exclusivos