Discos de Amy Winehouse lideram vendas no Reino Unido

Os álbuns "Back to Black" e "Frank", de Amy Winehouse, voltaram à tabela de vendas de discos no Reino Unido, uma semana depois da morte da cantora.

"Back to Black" foi o disco mais vendido na semana passada no mercado britânico, atingindo um lugar que já tinha ocupado quando foi editado, em 2006.

O álbum valeu à cantora cinco prémios Grammy e oito platinas no Reino Unido, correspondendo a mais de um milhão de cópias vendidas. Em Portugal esse álbum foi na altura tripla platina, com vendas referentes a cerca de 120.000 unidades.

Agora, com a morte de Amy Winehouse, a 23 de Julho em Londres, aos 27 anos, aumentou o interesse pelos dois álbuns que deixou.

"Back to Black" inclui temas como "Rehab", "Love is a Losing Game" e "Tears Dry on their Own".

Na tabela dos dez discos mais vendidos na semana passada no Reino Unido figuram ainda "Frank", o disco de estreia, e uma edição que reúne os dois álbuns.

O interesse pela música de Amy Winehouse estende-se também ao que a cantora terá deixado gravado quando morreu.

Sabe-se que estava a trabalhar num terceiro disco de originais, com o produtor Mark Ronson, e a imprensa britânica especula sobre a existência de, pelo menos, uma dúzia de canções, algumas inacabadas.

Citado pelo jornal The Mail on Sunday, um porta-voz da família referiu que o material deixado é "o mais autobiográfico de sempre" e que se referem ao divórcio da cantora com Blake Fielder-Civil.

O jornal refere ainda que possivelmente as canções serão editadas em 2012 e que as receitas de venda serão canalizadas para a Fundação Amy Winehouse, que a família quer criar em honra da cantora e para prestar apoio a pessoas viciadas em drogas e álcool.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG