Cavaco diz que decisão é "motivo de orgulho" para portugueses

O Presidente da República congratulou-se hoje com a designação do fado como Património Cultural Imaterial da Humanidade, considerando que este reconhecimento é "motivo de orgulho para todos os portugueses".

"Este reconhecimento constitui um motivo de orgulho para todos os Portugueses: a partir deste momento, o fado é reconhecido como um Património de toda a Humanidade, um valor inestimável no presente e uma herança cultural importante para as gerações futuras", lê-se numa mensagem do chefe de Estado divulgada no "site" da Presidência da República.

Cavaco Silva, que tinha dado o alto patrocínio à candidatura, refere ainda que foi com "profunda satisfação" que tomou conhecimento da decisão de integrar o fado na lista representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade, felicitando todos os que mais directamente estiveram envolvidos na preparação, desenvolvimento e divulgação desta candidatura.

"O seu sucesso é também o sucesso de todos os que, ao longo de mais de um século, viveram, trabalharam, escreveram e cantaram o Fado. Estão de parabéns os fadistas, os poetas, os músicos, os compositores, os estudiosos e todos os que contribuíram para fazer do Fado uma melodia universal".

A decisão de integrar o fado na lista representativa de Património Imaterial da Humanidade foi tomada hoje durante o VI Comité Intergovernamental da Organização da ONU para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), que decorreu em Nusa Dua, na ilha indonésia de Bali.

A candidatura portuguesa foi considerada como exemplar pelos peritos da UNESCO, tal como o Paraguai e Espanha.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG