Bruni: ser primeira dama prejudicou carreira musical

Numa entrevista ao diário espanhola ABC no âmbito da sua participação no Festival Jardines de Pedralbes em Barcelona, Carla Bruni garantiu que "a minha etapa como primeira dama [de França] não foi positiva para a minha carreira musical".

A mulher do ex-presidente Nicolas Sarkozy explicou que começaram a olhar para ela como se fosse "um político" e disse estar feliz por voltar a dedicar-se à música a 100%.

"As pessoas começaram a ver-me como um político. Eu não sou um político, sou uma cantora e compositora e estou feliz por voltar a dedicar-me ao meu verdadeiro trabalho".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG