Álbuns dos Beatles lançados nos EUA reeditados 2.ª-feira

Os álbuns que os Beatles lançaram nos Estados Unidos, durante a "invasão" do mercado norte-americano, pelo quarteto britânico, iniciada há 50 anos, são reeditados na segunda-feira, alguns pela primeira vez em formato CD.

Os Beatles foram recebidos em histeria pelos fãs, quando aterraram em solo norte-americano, em fevereiro de 1964. Seria a estreia da banda de Liverpool nos Estados Unidos, que deixou marcas na música e na cultura populares do país.

Paul McCartney, John Lennon, George Harrison e Ringo Starr atuaram no programa televisivo The Ed Sullivan Show, visto por cerca de 74 milhões de espetadores, a 09 de fevereiro de 1964, tendo interpretado cinco temas, entre os quais "She loves you" e "I want to hold your hand", que fechou a participação no programa.

Depois dessa estreia televisiva, os Beatles regressaram várias vezes aos Estados Unidos, entre 1964 e 1966, ano em que deixaram de dar concertos, para se dedicarem sobretudo à composição, até à separação, em 1970.

A "Beatlemania" nos Estados Unidos - que incluiu por exemplo a venda de mais de 500 mil exemplares do single "I want to hold your hand" em três semanas - levou a que a banda tivesse feito edições diferentes de cada um dos seus álbuns, a pensar nos norte-americanos.

A reedição marcada para esta segunda-feira, uma caixa com 13 CD intitulada "The U.S. Albuns", recupera os que foram lançados nos Estados Unidos, com diferentes alinhamentos, misturas, títulos e capas das edições britânicas.

"Estes 13 CD surgem acompanhados por um livro de 64 páginas, com fotografias dos Beatles e os anúncios promocionais da época, além de um texto inédito assinado pelo escritor e executivo televisivo norte-americano Bill Flanagan", sustenta a editora Universal Music.

Pela primeira vez são editadas em formato CD as versões norte-americanas de registos como "A hard's day night", a banda sonora do filme homónimo protagonizado pelos Beatles, "Hey Jude" e "Revolver".

A propósito dos 50 anos da estreia dos Beatles nos Estados Unidos, a Academia Discográfica dos Estados Unidos, irá atribuir um Grammy de carreira à banda, na cerimónia do próximo dia 26, na qual deverão estar presentes os dois músicos sobreviventes, Paul McCartney e Ringo Starr.

Exclusivos