Álbum póstumo de Amy Winehouse lançado

O álbum póstumo da cantora britânica Amy Winehouse, "Lioness: Hidden Treasures", que inclui uma versão do tema "Garota de Ipanema", chegou hoje.

O álbum apresenta 12 temas - entre inéditos, canções nunca antes editadas e versões - todos eles escolhidos pelos produtores Mark Ronson e Salaam Remi, com quem Amy Winehouse estaria a preparar um novo disco, em conjunto com a família de Amy Winehouse e a editora Island Records.

A crítica não foi unânime em relação ao álbum. "Houve claramente alguma luta para juntar os remendos que fazem este disco", afirmou o crítico do jornal britânico The Guardian, Alexis Petridis, que atribui três estrelas em cinco a "Lioness: Hidden Treasures".

Já a crítica do The Telegraph escreveu: "A desarmonia aleatória desta colecção de gravações alternativas, versões e temas novos que não foram finalizados torna-se pungente pelo contexto em que foi editada. E isso põe a nu o que fez dela uma artista tão única e conturbada".

Do alinhamento fazem parte o tema inédito "Between The Cheats", gravado em Londres em maio de 2008, "Our Day Will Come", uma versão reggae de um tema dos anos 1960 e gravado por Amy Winehouse em 2002.

Há ainda uma primeira gravação de "Tears dry on their own", tema incluído no álbum "Back to Black", uma versão de "Will you still love me tomorrow", com a participação dos Dap Kings, e outra de "Valerie", um original dos Zutons.

"The Girl from Ipanema" ("Garota de Ipanema"), um clássico da bossa nova, de 1962, de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, também entra no alinhamento, porque foi a primeira canção que Amy Winehouse cantou em 2002, então com 18 anos, quando gravou com Salaam Remi.

Há ainda "Like Smoke", que conta com a participação do rapper Nas, e "Body & Soul", um dueto com Tony Bennett e o último registo que Amy Winehouse gravou antes de morrer.

Parte das receitas de vendas deste álbum reverterão a favor da fundação Amy Winehouse, que os pais da cantora decidiram criar.

Os dois álbuns que Amy Winehouse deixou editados, "Frank" (2003) e "Back to Black" (2006), bateram recordes de vendas depois da morte, em Julho passado.

A canção que a artista gravou com Tony Bennett, "Body and Soul", e que foi editada já depois da morte de Amy Winehose numa coletânea de duetos do músico, está nomeada para o prémio Grammy de melhor dueto pop/performance de grupo.

Amy Winehouse morreu a 23 de Julho em Londres, aos 27 anos, e na origem da morte terá estado a ingestão excessiva de álcool.

De acordo com uma investigação policial, a morte da cantora foi "acidental", tendo sido detectada uma taxa de alcoolemia de 416 miligramas por litro de sangue, suficientes para "deixar de respirar e entrar em coma".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG