Morreu a atriz transgénero que inspirou 'Walk on the Wild Side'

Holly Woodlawn tinha 69 anos quando morreu. Foi imortalizada por Lou Reed e Andy Warhol

A atriz e modelo transgénero Holly Woodlawn morreu este domingo, aos 69 anos. A atriz, que sofria de cancro do fígado e do cérebro, tornou-se famosa com a ajuda do artista e empresário Andy Warhol, e a sua história de vida foi incorporada na famosa canção de Lou Reed, Walk on the Wild Side.

Holly, que nasceu em 1946 batizada de Haroldo Santiago Franceschi Rodriguez Danhakl, partiu da sua cidade natal de Miami para Nova Iorque à boleia quando tinha apenas 16 anos. É essa parte da sua história que Lou Reed usou para os versos de abertura da sua canção de 1972, Walk on the Wild Side.

"A Holly veio de Miami, FLA", canta Lou Reed, usando a abreviatura para o estado da Florida. "Andou de boleia através dos Estados Unidos. Pelo caminho depilou as sobrancelhas, depilou as pernas e ele era uma ela". O nome Holly, escolheu-o em homenagem à personagem Holly Golightly, interpretada por Audrey Hepburn na adaptação cinematográfica de Boneca de Luxo. Já o apelido foi ouvido num episódio da série televisiva I Love Lucy.

Não só não dava dinheiro, como a tua estrela só brilhava dois segundos e depois acabava

No início dos anos 1970, Holly Woodlawn começou a ser incluída no grupo de artistas e modelos que rodeavam Andy Warhol, na sua Factory, e o pintor e empresário ajudou a tornar Holly numa das suas "superestrelas". Woodlawn acabaria por aparecer em filmes, peças de teatro, e a ser modelo para fotógrafos e pintores.

"Fiquei muito feliz quando me fui tornando numa superestrela de Andy Warhol", disse ao Guardian numa entrevista de 2007. "Sentia-me como a Elizabeth Taylor! Mas não me apercebi de que não só não dava dinheiro, como a tua estrela só brilhava dois segundos e depois acabava. Mas valeu a pena - as drogas, as festas, era fabuloso".

O ator Joe Dallesandro, que contracenou com Woodlawn num dos maiores filmes da sua carreira, Trash, de 1970, anunciou a morte da atriz numa publicação de Facebook, em que escreveu: "Eu estava junto dela a contar-lhe de todo o amor que lhe estava a ser enviado, de toda a gente. Era como se ela soubesse que eu ali estava. Lamento dizer que às 3.06 da tarde, hora de Los Angeles, Holly Woodlawn morreu".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG