James Bond é alcoólico e pode ficar impotente

É científico: James Bond tem um problema com a bebida. Os médicos que leram atentamente os livros de Ian Fleming chegaram à conclusão que o agente bebe o equivalente a meia garrafa de vinho por dia, o que é suficiente para ser considerado alcoólico.

De acordo com um artigo publicado na edição especial de natal do British Medical Journal, dois médicos ingleses andaram a ler os 14 romances protagonizados por James Bond. E foram fazendo contas. Tirando os 36 dias que o agente passou na prisão, no hospital ou em reabilitação, Bond bebeu 1 150 unidades de álcool em 88 dias relatados nos livros. O que significa que bebeu 92 unidades por semanas - cerca de cinco vodka martinis por dia, ou seja, cinco vezes a dose máxima recomendada para um homem.

Em 'Da Rússia Com Amor', Bond chegou a beber 50 unidades de álcool num só dia. E a bebida, dizem os medicos, leva-o a correr riscos, como por exemplo conduzir depois de beber, como aconteceu em 'Casino Royale'.

A conclusão dos médicos não deixa dúvidas: o consumo de álcool coloca James Bond num grupo de risco em relação a várias doenças, incluindo impotência e morte prematura. Com um toque de humor, os médicos admitem que a famosa frase de Bond ao pedir o seu martini "batido mas não mexido" poderá dever-se ao tremor das mãos, provocado pelo excesso de álcool, e aconselham a redução imediata das doses.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG