Penguin Random House compra editoras do grupo Santillana

O grupo editorial norte-americano Penguin Random House comprou várias chancelas literárias do grupo espanhol Santillana, que tem presença em mais de vinte países, incluindo Portugal, anunciou a empresa espanhola.

A operação de venda, por 72 milhões de euros, foi anunciada na quarta-feira à noite pelos responsáveis da Santillana e da Penguin Random House.

O grupo Santillana vendeu as chancelas Alfaguara, Objectiva, Suma de Letras - que operam em Portugal -, Taurus, Aguilar, Punto de Lectura, Altea e Fontanar, mantendo a chancela Alfaguara Infantil e Juvenil e todo o setor dedicado à área educativa, que em 2013 valeu à empresa 87 por cento das receitas.

Valter Hugo Mãe, Afonso Cruz, Ricardo Afonso e João Tordo são alguns dos escritores portugueses que editam pelas chancelas do Grupo Santillana em Portugal.

Além de Portugal, o negócio afetará o mercado do grupo Santillana na Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Perú, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

O Grupo Santillana faz parte do grupo de comunicação e entretenimento espanhol Prisa desde 2000.

A Penguin Random House, um "gigante" do mercado editorial internacional, foi criada em 2013, depois da fusão das empresas Random House e Penguin Group, englobando 250 chancelas e uma publicação anual de cerca de 15.000 títulos.