O último duelo entre Saramago e Lobo Antunes

A edição nas próximas semana de dois livros de José Saramago e António Lobo Antunes vai recriar por uma última vez a rivalidade que existia entre os dois escritores - em vida do Nobel - e que atingia maiores proporções ao coincidirem nos lançamentos de originais.

O inédito de Saramago e o novo romance de Lobo Antunes são os dois principais títulos da rentrée literária deste ano, a que se juntam quase todos os maiores autores portugueses também, verificando-se assim um raro momento em que a literatura de língua portuguesa domina a maioria das edições que serão feitas até ao Natal.

José Rodrigues dos Santos, Lídia Jorge, Gonçalo M. Tavares, Valter Hugo Mãe, Mários de Carvalho, José Luís Peixoto e Ana Teresa Pereira, entre outros, são os principais escritores a editarem obras, numa rentrée literária em que a presença simultânea de inéditos de Saramago e Lobo Antunes é o ponto alto, como a reportagem do DN revela.

Leia a reportagem completa na edição em papel ou e-paper de hoje do DN

Ler mais

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".