Hoje é "Dia António Lobo Antunes" no CCB

O escritor António Lobo Antunes participa hoje à tarde num encontro sobre a sua obra literária, no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa. Pode acompanhar esse encontro em direto, a partir das 15:30, no vídeo no canto superior direito do site do DN.

Intitulado "Dia António Lobo Antunes", este encontro surge "no âmbito da programação de Humanidades, que tem vindo a homenagear alguns dos nomes mais importantes da cultura portuguesa", disse à Lusa o presidente do CCB, o escritor Vasco Graça Moura.

"Não tendo sido possível, no ano passado, assinalar em tempo próprio os 70 anos de António Lobo Antunes, um dos mais relevantes escritores de língua portuguesa, o CCB vem agora fazê-lo, reunindo os maiores especialistas da sua obra com alguns dos seus leitores conhecidos", acrescentou.

O encontro, no pequeno auditório do CCB, começa às 15:30 e, na primeira parte da jornada, falam os especialistas, nomeadamente Maria Alzira Seixo, que tem colaborado de perto com o escritor, e que apresentará a comunicação "Morar no Lume. Imagística do Fogo na temática e construção do romance em António Lobo Antunes".

Os restantes participantes são os professores Agripina Carriço Vieira, Norberto do Vale Cardoso e Ana Paula Arnaut.

Na parte seguinte, que diz respeito aos leitores, participam a atriz Maria Rueff, que vai apresentar o texto "Amo-te tanto que não te sei amar", o tradutor Harrie Lemmens, que vai abordar "O Rumor dos Passos", e frei Bento Domingues, que vai falar sobre "Deus e os Direitos de Autor", antes da chegada do escritor, prevista para as 17:45.

Lobo Antunes, de 71 anos, tem editados mais de trinta títulos, entre romances, poesia e crónicas. O "Quinto livro de Crónicas" foi publicado este mês, com a chancela das Publicações D. Quixote.

Neste quinto volume reúnem-se 86 das crónicas que o autor regularmente publica na revista Visão. "Ao longo destes textos, António Lobo Antunes evoca lugares, personagens, relatos do quotidiano e memórias de infância", afirma em comunicado a editora.

António Lobo Antunes estreou-se literariamente com "Memória de Elefante", em 1979, e logo nesse ano publicou "Os cús de judas".

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.