Hoje é "Dia António Lobo Antunes" no CCB

O escritor António Lobo Antunes participa hoje à tarde num encontro sobre a sua obra literária, no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa. Pode acompanhar esse encontro em direto, a partir das 15:30, no vídeo no canto superior direito do site do DN.

Intitulado "Dia António Lobo Antunes", este encontro surge "no âmbito da programação de Humanidades, que tem vindo a homenagear alguns dos nomes mais importantes da cultura portuguesa", disse à Lusa o presidente do CCB, o escritor Vasco Graça Moura.

"Não tendo sido possível, no ano passado, assinalar em tempo próprio os 70 anos de António Lobo Antunes, um dos mais relevantes escritores de língua portuguesa, o CCB vem agora fazê-lo, reunindo os maiores especialistas da sua obra com alguns dos seus leitores conhecidos", acrescentou.

O encontro, no pequeno auditório do CCB, começa às 15:30 e, na primeira parte da jornada, falam os especialistas, nomeadamente Maria Alzira Seixo, que tem colaborado de perto com o escritor, e que apresentará a comunicação "Morar no Lume. Imagística do Fogo na temática e construção do romance em António Lobo Antunes".

Os restantes participantes são os professores Agripina Carriço Vieira, Norberto do Vale Cardoso e Ana Paula Arnaut.

Na parte seguinte, que diz respeito aos leitores, participam a atriz Maria Rueff, que vai apresentar o texto "Amo-te tanto que não te sei amar", o tradutor Harrie Lemmens, que vai abordar "O Rumor dos Passos", e frei Bento Domingues, que vai falar sobre "Deus e os Direitos de Autor", antes da chegada do escritor, prevista para as 17:45.

Lobo Antunes, de 71 anos, tem editados mais de trinta títulos, entre romances, poesia e crónicas. O "Quinto livro de Crónicas" foi publicado este mês, com a chancela das Publicações D. Quixote.

Neste quinto volume reúnem-se 86 das crónicas que o autor regularmente publica na revista Visão. "Ao longo destes textos, António Lobo Antunes evoca lugares, personagens, relatos do quotidiano e memórias de infância", afirma em comunicado a editora.

António Lobo Antunes estreou-se literariamente com "Memória de Elefante", em 1979, e logo nesse ano publicou "Os cús de judas".

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".