Julião Sarmento vence prémio de Artes do Casino da Póvoa

Julião Sarmento é o vencedor da 8.ª edição do Prémio de Artes Casino da Póvoa, no valor de 30 mil euros e que inclui também a realização de uma exposição e a edição de um catálogo-monografia.

A escolha, anunciada na terça-feira, foi feita por unanimidade por uma comissão formada por administradores dos casinos da Póvoa de Varzim e do Estoril e da cooperativa Árvore, que é parceira da iniciativa.

O prémio do Casino da Póvoa existe desde 2006 ano em que distinguiu Nikias Skapinakis e, mais recentemente, já consagrou José Rodrigues (2010), Graça Morais (2011) e Júlio Pomar (2012).

A inauguração da exposição a realizar na Árvore, no Porto, comissariada por Bruno Marchand, está marcada para 25 de outubro e a entrega do prémio será feita no Casino da Póvoa a 30 de novembro, num momento que contará com a atuação da fadista Carminho.

Nessa data será ainda lançada uma monografia sobre o artista, da autoria de Nuno Crespo e com grafismo de Henrique Cayate.

Julião Sarmento, que teve no final do ano passado uma grande exposição retrospetiva no Museu de Serralves, nasceu em Lisboa em 1948 e é um dos artistas plásticos portugueses com mais projeção internacional.

No decorrer da sua carreira, tem utilizado uma enorme variedade de meios -- pintura, escultura, fotografia, filme, vídeo e instalação e realizou inúmeras exposições individuais e coletivas tanto em Portugal como no estrangeiro.

O artista representou Portugal na 46ª Bienal de Veneza (1997). Foi incluído nas Documentas 7 (1982) e 8 (1987); nas Bienais de Veneza de 1980 e 2001 e na Bienal de São Paulo de 2002. O seu trabalho está representado em diversas coleções públicas e privadas na Europa, América do Norte, América do Sul e Japão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG