Yonebayashi não ganhou o Óscar mas venceu a Monstra

"As Memórias de Marnie" recebeu o Grande Prémio do Festival de Animação de Lisboa. Veja a lista completa de premiados.

As Memórias de Marnie, o filme do japonês Hiromasa Yonebayashi, produzido pelos estúdios Ghibli, que foi um dos nomeados ao Óscar de Melhor Filme de Animação, é também o vencedor do Grande Prémio Monstra, o Festival de Animação de Lisboa, cujos premiados foram anunciados esta noite, no Cinema São Jorge.

Yonebayashi, que colaborou bastante com Hayao Miyazaki, continua a pintar manualmente os desenhos dos seus filmes que, como é característico destes estúdios (cujo futuro é bastante incerto), são sempre bastante emotivos. Aqui, o tema são as dores de crescimento de uma rapariga, Anna, que foi adotada é é agora uma adolescente magoada, e a importância da amizade com Marnie (será uma amiga imaginária?) que a ajuda a ultrapassar a tristeza.

Uma curiosidade: já no ano passado, o vencedor da Monstra, O Conto da Princesa Kaguya, tinha saído dos estúdios Ghibli e também tinha estado nomeado aos Óscares.

O Prémio Especial do Júri foi para Little From the Fish Shop, de Jan Balej (co-produção da República Checa, Eslováquia e Alemanha). Phantom Boy, de Alan Gagnol e Jean-Loup Felicioli (França) foi eleito pelo júri como o Melhor Filme para a Infância e Juventude, enquanto April and the Extraordinary World , de Christian Demares e Franck Ekinci (França), ganhou o prémio de Melhor Banda Sonora.

Na competição nacional, Amélia & Duarte, de Alice Guimarães e Mónica Santos (um filme produzido por Abi Feijó), recebeu o prémio de Melhor Filme Português - Prémio SPAutores/ Vasco Granja. Este filme, que já tinha ganho o Prémio do Público no Festival de Curtas-Metragens de Vila do Conde, junta animação e atores e é a história de um amor que termina.

Pode ver o filme completo, são só oito minutos:

Nas curtas-metragens, o Grande Prémio foi para Sunday Lunch, da francesa Céline Devaux, que, curiosamente, também tem como tema as relações familiares embora de uma outra perspetiva: no almoço dominical com a família quantas vezes temos de nos sentar à mesa com pessoas de que não gostamos, com quem não concordamos e que às vezes até desprezamos? Essa é a questão que move esta jovem realizadora.

José Miguel Ribeiro foi o vencedor da Melhor Curta Portuguesa com Estilhaços - um filme que combina imagem real, desenho animado e stop motion, para falar das memórias da guerra colonial. Com duas personagens principais, Estilhaços cruza a perspetiva do pai, que viveu a guerra, e a do filho, que só conhece a guerra a partir destes relatos. Durante o festival, o realizador aproveitou para anunciar o seu próximo projeto, Noyola, um filme feito em parceria com Jorge António, e que continua a olhar para África, a partir de uma peça de teatro escrita pelo angolano José Eduardo Agualusa e o moçambicano Mia Couto.

Ainda nas curtas, Under Your Fingers, de Marie, de Christine Courtès (França), ganhou o Prémio Especial do Júri, enquanto Veil, de Yoriko Mizushiri (Japão), foi considerado o Melhor Filme Experimental.

The Story of Percival Pilts, de Jeanette Goodey, John Lewis (Austrália), foi o filme vencedor do Grande Prémio Monstrinha. Em stop-motion, esta é a história de um rapaz que experimentou andar com andas e gostou tanto que disse: "Nunca mais os meus pés vão tocar no chão". E a partir daí construiu andas cada vez maiores que transformaram o seu dia-a-dia num desafio permanente.

Hoje, último dia desta edição do festival Monstra, é possível ver todos os filmes premiados (e ainda outros) nas sessões no Cinema São Jorge, no Cinema Ideal e no Cine City Alvalade, em Lisboa.

Veja a lista completa de premiados das 15ª edição da Monstra:

.

COMPETIÇÃO LONGAS

Júri: Andrea Basílio, Aron Gauder, Maitt Laas, Nuno Saraiva, Pierre Yves Drapeau

Prémio Público: April and the Extraordinary World - Christian Demares, Franck Ekinci, França

Melhor Filme Infância e Juventude: Phantom Boy - Alan Gagnol, Jean-Loup Felicioli, França

Melhor Banda Sonora: April and the Extraordinary World - Christian Demares, Franck Ekinci, França

Prémio Especial do Júri: Little From the Fish Shop - Jan Balej, República Checa, Eslováquia, Alemanha

Grande Prémio MONSTRA: When Marnie Was There - Hiromasa Yonebayashi , Japão

.

COMPETIÇÃO PORTUGUESA - SPAUTORES/VASCO GRANJA

Júri: Iva Ciric, António Torrado, Steven Woloshen

Menções Honrosas

Estilhaços, José Miguel Ribeiro

Pronto, Era Assim, Joana Nogueira, Patrícia Rodrigues

Nossa Senhora da Apresentação, Alice Guimarães, Daniela Duarte, Laura Gonçalves, Abi Feijó

Prémio Público: Estilhaços, José Miguel Ribeiro

Melhor Filme Português - Prémio SPautores / Vasco Granja: Amélia & Duarte, Alice Guimarães, Mónica Santos

.

COMPETIÇÃO CURTAS

Júri: Andrea Basílio, Natália Luiza, Darko Masnec, Filipe Alçada, Mihai Mitrica

Menções Honrosas

Splintertime - Rosto, Holanda, Bélgica

In the Distance - Florian Grolig , Alemanha

The Master - Riho Unt, Estónia

Prémio Público: One, Two, Tree, Yulia Aronova - França

Melhor Filme Experimental: Veil, Yoriko Mizushiri - Japão

Prémio Especial do Júri: Under Your Fingers, Marie-Christine Courtès - França

Melhor Curta Portuguesa: Estilhaços, José Miguel Ribeiro

Grande Prémio MONSTRA- CURTA: Sunday Lunch, Céline Devaux, França

.

COMPETIÇÃO SUPER-SHORT

Júri: Isabel Baraona, Jose Vonk, Hemant Sharda, Jan Balej, Milen Alempijevic

Menções Honrosas

Otto - Salvatore Murgia, Dario Imgrogno, Itália

At First Sight - Pedro Allevato, Reino Unido

Melhor Curtissima Portuguesa: FRRT FRTT FRT FRRTT - Aude Bario, Barbara Meuli, Portugal, Suíça

Melhor Curtissima: By the Name of Boston - Grant Kolton, EUA

.

COMPETIÇÃO MONSTRINHA - CURTAS PARA INFÂNCIA E JUVENTUDE

Júri: Tânia Baixinho, Acácio, António Ramos

Menções Honrosas

CATEGORIA PAIS E FILHOS: Between Times - Max Porter, Ru Kuwahata - Holanda, EUA

CATEGORIA 3 AOS 6: Morphium - Linus Stetter -Alemanha

CATEGORIA 7 AOS 12: One, Two, Three - Yulia Aronova - França

CATEGORIA MAIS DE 13: Guida - Rosana Urbes - Brasil

Prémio Público

CATEGORIA PAIS E FILHOS: DJI. Death Sails - Dmitri Voloshin, Moldávia

CATEGORIA 3 AOS 6: Counting Sheep - Fritz Standaert -França, Bélgica

CATEGORIA 7 AOS 12: Hola Llamigo - Christina Chang, Charlie Parisi - EUA

CATEGORIA MAIS DE 13: Rapsodie en Rose - Bram Mondy - Bélgica

Grande Prémio Monstrinha: The Story Of Percival Pilts - Jeanette Goodey, John Lewis, Austrália

.

COMPETIÇÃO AMENDOIM DE OURO

Amendoim de Bronze: My Dear Gnome - Emmanuelle Leleu, Julien Hazebroucq, França

Amendoim de Prata: By the Name of Boston - Grant Kolton, EUA

Amendoim Ouro: Otto - Salvatore Murgia, Dario Imbrogno, Itália

.

COMPETIÇÃO ESTUDANTES

Júri: Paola Bristot, Abi Feijó, Daniel Suljic

Menções Honrosas

Whitin - Natália Azevedo Andrade, Portugal

Afternoon Class - Seoro Oh, Coreia do Sul

Life Smartphone - Xie Chenglin, China

Fox Fears - Miyo Sato, Japão

Prémio do Público: Afternoon Class - Seoro Oh, Coreia do Sul

Melhor Curta de Estudantes Portuguesa: Meada - Linnea Lidegran, Portugal

Melhor Curta de Estudantes: Edmond- Nina Gantz, Reino Unido

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Benefícios fiscais para quê e para quem

São mais de 500 os benefícios fiscais existentes em Portugal. Esta é uma das conclusões do relatório do Grupo de Trabalho para o Estudo dos Benefícios Fiscais (GTEBF), tornado público na semana passada. O número impressiona por uma razão óbvia: um benefício fiscal é uma excepção às regras gerais sobre o pagamento de impostos. Meio milhar de casos soa mais a regra do que a excepção. Mas este é apenas um dos alertas que emergem do documento.

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la no ensino superior

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.