Vendas de "Os Maias" subiram 48% desde que filme se estreou

Entre o ano passado e este o número de exemplares vendidos do romance de Eça de Queirós aumentou 48% nas lojas Fnac. A adaptação cinematográfica de João Botelho mantém-se o filme português mais visto do ano

"Enganei-me e fiz um blockbuster", diz João Botelho ao DN. Na verdade, a sua adaptação de Os Maias, de Eça de Queirós, que se estreou nas salas de cinema portuguesas a 11 de setembro, é o filme português mais visto do ano e este sucesso está também a refletir-se na venda do livro. Segundo fonte da cadeia de lojas Fnac, comparando o período de vendas entre 1 de setembro e 15 de outubro de 2014 com 2013, verifica-se um crescimento de vendas de 48%, valor calculado com base nos livros vendidos de cinco edições distintas.

Leia mais na edição e-paper do DN

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...