Uma banda desenhada para o Guinness. São 1,6 km de quadradinhos

Ao longo de 1 602 vinhetas conta-se a história de Léa, uma jovem de 16 anos que faz uma viagem espácio-temporal do era glaciar ao ano 10.000

Um tira de banda desenhada com 1 600 metros bateu este sábado o recorde mundial da mais longa obra do género, anunciou um dos organizadores deste desafio. Criada ao longo de um túnel em Lyon, França, serve de promoção à 11.ª edição do Festival de BD desta cidade francesa, que terá lugar no fim de semana de 4 e 5 de junho.

Com um total de 1 602 vinhetas, a tira foi realizada por uma centena de alunos da escola de BD Emile Cohl, em Lyon, e da escola Joso Comic, em Barcelona, sob a direção dos consagrados autores de banda desenhada Jibé e Yan le Pon.

6wkCr47vwN0

Ao longo do túnel pedonal e para transportes amigos do ambiente - velocípedes e autocarros -, a tira conta história de uma jovem de 16 anos, Léa, que faz uma viagem no tempo, desde a era glaciar ao ano 10.000 nas cidades de Lyon e Barcelona.

A iniciativa devolve à cidade de Lyon um recorde que já tinha sido seu. Em 2011, o Lyon BD Festival fixou este recorde pela primeira vez ao criar uma banda desenhada com um quilómetro de extensão.

Em resposta, três anos depois um grupo de autores novaiorquinos chamou a si este recorde desenhando uma tira de BD com 1,2 km, revelada em abril de 2014. Agora, o recorde voltou a ser quebrado. "Fizémos uma banda desenhada com 1 600 metros, mais exatamente, 1 625 metros", disse à AFP Mathieu Diez, diretor do Lyon BD Festival.

Realizada pelo, a mais extensa tira de BD tinha a apresentação ao público prevista para o fim de semana de 14 novembro do ano passado. Mas na sequência dos atentados de Paris, as festividades foram canceladas.

A tira será filmada e medida este domingo perante representantes das autoridades locais e o recorde será validado às 14h00, mediante inscrição no Livro de Recordes do Guinness.

Ler mais

Exclusivos