Um gato e muita magia habitam uma pequena livraria em Santarém

Além dos livros infantis, alguns deles de editoras "muito pequeninas", há sessões de histórias, oficinas de artes, noites temáticas

É uma pequena livraria, infantil, situada no centro histórico de Santarém, mas este "lugar mágico", a Aqui Há Gato, conquistou os que selecionam as livrarias "Emblemáticas de Portugal" e tem estado entre as "preferidas dos portugueses".

"A Aqui Há Gato é muito mais do que uma livraria", revela Sofia Vieira, a psicóloga educacional que há nove anos tornou real o sonho de associar psicologia, arte e educação a partir do "mundo imenso" do livro.

Além dos livros infantis, alguns deles de editoras "muito pequeninas", há sessões de histórias, oficinas de artes, noites temáticas - em que as crianças (algumas vindas de outros concelhos do país) são convidadas a dormir com as fadas, com as estrelas (no quintal), com as bruxas ou com a magia do Natal ou ainda, sem dormir, a trazer um adulto para uma visita ao País das Maravilhas.

Há também uma companhia de teatro e um grupo de expressão dramática que vai a jardins-de-infância e a escolas.

E há a "Maçaroca", a gata curiosa que posa na montra ou deambula por entre livros e crianças, num espaço em que a imagem do felino domina e onde há uma árvore com rosto, um teto cheio de flores e seres mágicos.

Na sala comprida, as crianças sentam-se em almofadas vermelhas no chão para, aos sábados (às 11:30 e às 16:00, com entrada livre), ouvirem histórias e sentirem o cheiro dos livros novos, acabadinhos de chegar, mas também conversarem com personagens reais, como as que em abril lhes contaram histórias do tempo da Revolução.

Às histórias seguem-se oficinas de pintura ou de aproveitamento de materiais reaproveitáveis, como está a acontecer este mês com embalagens de plástico, em que, com a ajuda de Patrícia Martins, a dinamizadora do projeto educativo Laboratório Amarelo, de Óbidos, podem criar "ratinhos".

No terceiro sábado de cada mês há "histórias de mimar", para bebés até aos três anos, e no último há teatro de fantoches de manhã e de "bolso com luz negra" à tarde.

"Eu gosto muito daquilo que faço e acredito que quando fazemos com amor e muita dedicação as pessoas sentem-no e recebem-no de uma forma diferente", comenta Sofia Vieira, também atriz, em declarações à Lusa.

Talvez por isso, a Aqui Há Gato foi distinguida em dois anos consecutivos com o terceiro lugar na votação que a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros promove anualmente para eleição da "livraria preferida dos portugueses". A escolha deste ano -- que esteve em votação 'online' até domingo passado - será anunciada durante a próxima Feira do Livro de Lisboa. O evento arranca a 26 de maio.

A livraria foi também incluída pelo 'site' "My Own Portugal" na lista das "20 livrarias mais emblemáticas" do país, por ser "um mundo mágico desde a montra ao quintal".

Fora do espaço situado junto à igreja de S. Nicolau, em pleno centro histórico de Santarém, a companhia de teatro Aqui Há Gato leva a vários pontos do país a peça "Pássaro da Alma" - criada a partir de um desafio do projeto "Afetos +", na escola Ginestal Machado - e a peça de teatro para bebés "Ninhos".

Com três pessoas a tempo inteiro -- a Sofia, a Sissi e a Pinta -, o projeto envolve quatro outras pessoas que diariamente percorrem as escolas e mais três colaboradores pontuais na companhia de teatro.

"Ao longo de nove anos fomos dando um passo de cada vez. Estamos a construir um caminho" a partir de "um sonho muito desejado", diz Sofia Vieira, revelando uma próxima etapa no horizonte: a criação de uma editora.