Um Cinema Insuflável para crianças vai percorrer o Porto até setembro

Um Cinema Insuflável vai fazer sessões gratuitas de filmes para crianças, dos três aos 12 anos, em vários bairros do Porto, para combater uma "falha" no acesso a conteúdos culturais.

"Há uma falha, porque os programas de cinema, fora da televisão e fora dos filmes dos grandes estúdios americanos, nunca chegam às crianças, e esta mostra de curtas-metragens pretende dar a conhecê-los, porque não teriam essa oportunidade, se não fosse desta forma", disse o coordenador do projeto, Sérgio Marques, à agência Lusa.

O cinema que vai andar por bairros da cidade, a partir de sábado, até setembro, é um insuflável, que se enche em dez minutos, uma espécie de sala escura com uma dimensão de oito por cinco metros, com 30 lugares, cuja parede de fundo é a tela na qual são exibidas as curtas-metragens. A sala tem um projetor 'verdadeiro' e 'verdadeiras' cadeiras de cinema dos anos de 1950, trazidas de um antigo cinema em Albergaria-a-Velha, que foi desmantelado.

No sábado, entre as 11:00 e as 20:00, no parque da Pasteleira, há sessões de 49 e 36 minutos, com programação a cargo do National Film Board of Canada, e exibição de filmes como "Matrioska", de Co Hoedeman, e "Tzarita", de Theodore Ushev.

O coordenador do projeto, Sérgio Marques, revelou à Lusa que foram estabelecidas "parcerias com programadores de festivais de cinema nacionais e internacionais", como o National Film Board of Canada, que apoia a produção, exibição e distribuição de cinema no Canadá, e com sete programadores convidados, como Abi Feijó e Regina Pessoa, "que mostraram de imediato o seu entusiamo".

"Alguns parceiros prontificaram-se a dar-nos o programa sem qualquer tipo de custo, outros fizeram-nos preços simbólicos", afirma Sérgio Marques, revelando ainda que está "à procura de financiamento" para experimentar novas potencialidades no insuflável como, por exemplo, cine-concertos.

Sérgio Marques disse também à Lusa que, para este ano, a ação só se destina à cidade do Porto, já que é "um ano de estudo e de perceção das potencialidades do projeto", mas que a ideia da circulação do insuflável pelo país poderia vir a "colmatar esta grande falha no acesso das crianças a conteúdos novos de cinema".

"A ideia é que as crianças tenham a possibilidade de ter um encontro com filmes, que não lhes chegariam de outra forma. Chegam num festival de cinema, mas só se as crianças se deslocarem lá e mesmo isso acontece mais em Lisboa do que no resto do país. Por exemplo, em Coimbra ou Faro, nem sequer existem festivais de cinema para crianças", informou o coordenador do projeto.

Sérgio Marques acrescentou ainda que pretende estabelecer uma ligação com o Plano Nacional de Cinema, mas que "ainda não foi possível marcar um encontro".

As curtas-metragens exibidas poderão ser filmes mais antigos, como os de Charlie Chaplin, ou mais recentes, numa "mistura completa, onde podem ser vistos documentários, animação, ficção e até cinema experimental", refere o coordenador.

No projeto estão envolvidos "cerca de 40 mil euros", revelou Sérgio Marques.

No dia 30 de junho, o insuflável estará no jardim das Pedras (jardim Paulo Valadas), entre as 11:00 e as 20:00, com sessões de 42, 38 e 39 minutos, programadas pelo Children's Film Festival of Seattle, com filmes como "O meu reflexo", de Mara Colagiovanni e "Doninha", de Timon Leder.

O projeto "Cinema Insuflável", que decorre no âmbito do programa "Cultura em Expansão", vai ter ao todo dez sessões gratuitas direcionadas para as faixas etárias dos três aos cinco anos, dos seis aos nove e dos dez aos 12 anos e, em outubro, irá percorrer os recreios de 15 pré-escolares e escolas básicas, até ao 4.º ano.

Para já só estão disponíveis no 'site' do projeto os programas de sábado e do dia 30 de junho, mas Sérgio Marques informou já à Lusa dos restantes locais onde estará o insuflável: 14 de julho, no bairro de Aldoar, 19 de julho, no largo da rua da Arménia (Miragaia), 11 de agosto, no bairro das Campinas, 25 de agosto, no Terreiro da Sé, 08 de setembro, no bairro do Outeiro, 15 de setembro, no bairro de Francos, 20 de setembro, no jardim da Calçada do Ouro, e 22 de setembro, no bairro de S. Tomé.

As entidades e festivais convidados para a programação são o National Film Board of Canada, o Children's Film Festival of Seattle, o IndieJunior, o Cinanima - Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho, El meu primer festival, de Barcelona, a Escola Superior Artística do Porto, a Associação de Ludotecas do Porto/Anilupa, o Festival Play, o Festival Internacional de Cinema de Riga, na Letónia, o Carrousel Internacional du Film de Rimuski, no Canadá, e Kineko - Internacional Children's Film Festival, do Japão.

Ler mais

Exclusivos