'Thriller' de Michael Jackson continua a bater recordes

Foi lançado há mais de 30 anos, mas o álbum do cantor continua a vender, tendo voltado a ser muito procurado depois da morte do rei da pop em 2009

O álbum Thriller de Michael Jackson vendeu 30 milhões de cópias só nos EUA, desde que foi editado em 1982. A estes números há que somar os 100 milhões de discos vendidos no resto do mundo. Os dados foram confirmados pela associação da indústria musical nos EUA, o que faz de Michael Jackson o primeiro artista a receber 30 discos de platina naquele país.

John Branca, um dos administradores do património de Michael Jackson, disse, citado pela Sky News, que Thriller continua a ser referência que todos os álbuns são comparados. Salientou que o facto do álbum ter sido composto para agradar a uma vasta audiência, contribuiu para o grande sucesso. Após a morte do considerado rei da pop em junho de 2009, as vendas voltaram a aumentar.

Além do tema que deu nome ao álbum, Beat It e Billie Jean também se tornaram em músicas marcantes na carreira do cantor. O vídeo de Thriller não só revolucionou todo o mercado como ainda hoje é considerado um dos melhores de sempre.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Viriato Soromenho Marques

Quem ameaça a União Europeia?

Em 2017, os gastos com a defesa nos países da União Europeia tiveram um aumento superior a 3% relativamente ao ano anterior. Mesmo em 2016, os gastos militares da UE totalizaram 200 mil milhões de euros (1,3% do PIB, ou o dobro do investimento em proteção ambiental). Em termos comparativos, e deixando de lado os EUA - que são de um outro planeta em matéria de defesa (o gasto dos EUA é superior à soma da despesa dos sete países que se lhe seguem) -, a despesa da UE em 2016 foi superior à da China (189 mil milhões de euros) e mais de três vezes a despesa da Rússia (60 mil milhões, valor, aliás, que em 2017 caiu 20%). O que significa então todo este alarido com a necessidade de aumentar o esforço na defesa europeia?