"This Land Is Your Land": Lady Gaga deixa mensagens de inclusão

Concerto incluiu mensagens patrióticas e referências subtis à integração de diferentes grupos, mas sem alusões diretas à administração Trump

A cantora Lady Gaga iluminou esta segunda-feira de madrugada (noite de domingo nos EUA) a Super Bowl com uma atuação que incluiu mensagens patrióticas e referências subtis à integração de diferentes grupos, incluindo os homossexuais, afroamericanos e latinos, mas sem alusões diretas à administração Trump.

O concerto de Lady Gaga na final da Liga americana de futebol americano - a Super Bowl - incluiu jogos de pirotecnia e cerca de 300 drones.

A estrela da pop tinha prometido um concerto "interessante e emocionante" que teria como únicas mensagens políticas as mesmas que tem defendido durante a sua carreira: a necessidade de igualdade e a ideia de que "o espírito deste país [EUA] é de amor, compaixão e amabilidade", conforme declarações ao The New York Times.

Numa altura de divisão política nos Estados Unidos, Lady Gaga quis apelar à unidade patriótica, tendo iniciado o concerto com um mix do hino God Bless America, a canção This Land Is Your Land e o juramento de fidelidade à bandeira americana.

A cantora optou por mensagens políticas subtis, como a sua Born This Way, uma canção em defesa dos homossexuais, e uma breve entoação no início do espetáculo de This Land Is Your Land, uma ode antifascista escrita em 1940 pelo cantor Woody Guthrie, que se tornou um hino alternativo dos EUA. Também abraçou uma jovem afroamericana do público enquanto cantava "stay" (fica), o último verso da sua nova canção Million Reasons, a qual interpretou ao piano.

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, assistiu ao espetáculo no próprio estádio, em Houston (Texas), enquanto o Presidente, Donald Trump, viu a partida da Super Bowl durante uma festa em West Palm Beach (Florida), onde passou o fim de semana na sua mansão. Trump tinha apostado, numa entrevista à Fox, na vitória dos Patriots por oito pontos de diferença.

Os New England Patriots venceram sensacionalmente a 51.ª edição do Super Bowl, ao baterem no domingo os Atlanta Falcons por 34-28, após o primeiro prolongamento de sempre e depois de estarem a perder por 25 pontos, em Houston.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).