Sherlock Holmes em manga e inspirado em Cumberbatch

O detetive criado por Arthur Conan Doyle em 1887 tem mais uma face. A edição em inglês de Sherlock: A Study in Pink, série que começou há quatro anos no Japão, está prevista para junho

Feito a partir de Sherlock, a série da BBC que começou em 2010 e tem como protagonistas Benedict Cumberbatch no papel de Sherlock Homes e Martin Freeman como Dr. John Watson, a banda desenhada japonesa, Sherlock: A Study in Pink, tem edição em inglês marcada para junho.

O nome da série em manga japonesa é, aliás, o título do primeiro episódio da série britânica que, como tem acontecido desde 1887 - ano em que Arthur Conan Doyle criou o famoso detetive -, reinventa Sherlock Homes.

Editada pela Titan Comics, a série de manga, criada pelo ilustrador Jay, apareceu no Japão há quatro anos, onde foi publicada pela revista Young Ace. Depois de muito tempo a circular na internet com traduções improvisadas, os leitores de língua inglesa vão, finalmente, ter acesso a uma tradução fixada e publicada.

Uma das capas feitas por Jay

"É muito interessante ver algo tão britânico reinterpretado em manga japonesa", declarou o editor da Titan Comics, Andrew James, ao jornal Guardian. "Continua dinâmico e cheio de ação, mas, comparado com a banda desenhada americana, há frequentemente uma calma e uma reflexão acerca da manga."

Esta não é a primeira vez que a própria editora Titan Comics mostra Sherlock Homes. Os leitores já o tinham visto lidar com vampiros e extraterrestres na série de banda desenhada Further Adventures of Sherlock Holmes. Na que chega neste verão, Sherlock: A Study in Pink, cada álbum da série terá, como bónus, capas de diferentes artistas, adianta o site io9.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.