Portugueses ganham com número original

O duo de mágicos portugueses Tá Na Manga voltou a ganhar o primeiro prémio numa competição internacional de magia que decorreu na capital belga, com um "número original" que misturou ilusionismo e teatro, inspiração e amor.

Segundo a Associação Portuguesa de Ilusionismo, o duo composto por Gonçalo Jorge e Pedro Teixeira conquistou o primeiro prémio de Magia Geral, no 27º Congresso de Magia de Bruxelas, que decorreu durante este fim-de-semana.

Gonçalo Jorge disse à agência Lusa que foi o "número muito original" que a dupla apresentou que lhe valeu o primeiro prémio.

"Fugimos da magia clássica. Apresentámos uma peça de teatro de 10 minutos [tempo que cada participante tem para apresentar o número], que conta a história de um mágico que está em casa a tentar criar o melhor número de sempre e com isso vai fazendo aparecer coisas", contou.

"Mas o mágico não está contente com o que faz aparecer e no fim compreende que tudo aquilo era um sinal de que estava a negligenciar o que era importante na sua vida, o amor", concluiu, sublinhando que a representação tinha um crescendo de emoção que era transmitido ao público.

Esta foi a segunda vez que a dupla alcançou o primeiro lugar numa competição internacional, depois de há duas semanas terem obtido o primeiro prémio de Magia Geral em França.

Gonçalo Jorge, de 26 anos, médico, e Pedro Teixeira, de 24 anos, engenheiro informático, ganharam duas das três competições internacionais em que entraram, o que lhe deu uma "honra acrescida".

Também o facto de não serem mágicos profissionais e terem concorrido a par com outros que o são, faz com que se sintam ainda "mais felizes" com a vitória e "honrados por trazer o prémio para Portugal", disse à Lusa Gonçalo Jorge.

"A concorrência era grande, havia muitos mágicos franceses e a magia em França é muito boa, é um dos países com mais prémios", disse.

Na próxima semana Gonçalo Jorge e Pedro Teixeira vão entrar noutro campeonato internacional, em Itália, onde esperam conseguir tirar "mais um prémio da cartola".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.

Premium

Marisa Matias

Greta Thunberg

A Antonia estava em Estrasburgo e aproveitou para vir ao Parlamento assistir ao discurso da Greta Thunberg, que para ela é uma heroína. A menina de 7 ou 8 anos emocionou-se quando a Greta se emocionou e não descolou os olhos enquanto ela falava. Quando, no final do discurso, se passou à ronda dos grupos parlamentares, a Antonia perguntou se podia sair. Disse que tinha entendido tudo o que a Greta tinha dito, mas que lhe custava estar ali porque não percebia nada do que diziam as pessoas que estavam agora a falar. Poucos minutos antes de a Antonia ter pedido para sair, eu tinha comentado com a minha colega Jude, com quem a Antonia estava, que me envergonhava a forma como os grupos parlamentares estavam a dirigir-se a Greta.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

O governo continua a enganar os professores

Nesta semana o Parlamento debateu as apreciações ao decreto-lei apresentado pelo governo, relativamente à contagem do tempo de carreira dos professores. Se não é novidade para este governo a contestação social, também não é o tema da contagem do tempo de carreira dos professores, que se tem vindo a tornar um dos mais flagrantes casos de incompetência política deste executivo, com o ministro Tiago Brandão Rodrigues à cabeça.