PCP manifesta "surpresa" pela desistência dos UHF da "Festa do Avante!"

Os dirigentes do PCP, que organiza anualmente a "Festa do Avante!", expressaram hoje "surpresa" pela desistência da banda rock UHF do evento que vai decorrer entre 2 e 4 de setembro, no Seixal.

"Tomámos conhecimento das razões que o grupo UHF tornou públicas e manifestamos surpresa por uma decisão tão mais difícil de compreender considerando a opção de integrar a sua participação na 40.ª edição da Festa do Avante!, com o significado que em si comporta", respondeu o gabinete de imprensa do certame comunista à agência Lusa.

A banda liderada por António Manuel Ribeiro cancelou a atuação prevista pela "utilização distorcida do nome do grupo na divulgação do evento", especificamente por não estar a ser dado, nos cartazes de divulgação o destaque à banda que é dado a outros nomes.

"Para lá desta decisão, importa relevar o assinalável programa político-cultural da Festa do Avante!, designadamente da componente diversificada dos espetáculos, em que a música portuguesa tem destaque privilegiado", frisam os comunistas.

O vocalista dos UHF disse à Lusa que foi tentada a reparação da situação, mas que tal não foi possível, justificando assim a decisão de cancelar a participação, apesar de ter estado presente na conferência de imprensa de apresentação da 40.ª Festa do Avante!, em 23 de junho.

A "rentrée" do PCP realiza-se este ano num espaço alargado, ao incluir, além da Quinta da Atalaia, a recém-adquirida Quinta do Cabo da Marinha - um terço do terreno habitual - através de uma campanha de angariação de fundos por militantes e simpatizantes.

O cartaz Festa do Avante! inclui, entre outros, a Companhia de Teatro de Almada, o grupo teatral A Barraca, Ana Moura, Aldina Duarte, Carlão com Sam the Kid e Sara Tavares, Cristina Branco, Diabo na Cruz, Jafumega, Katia Guerreiro, Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal, Peste & Sida, Sérgio Godinho & Jorge Palma e Xutos & Pontapés, além de cinema, exposições, artesanato, um espaço infantil, e vários espaços de intervenção política.

Ler mais

Exclusivos