Adolfo Luxúria Canibal recorda "pessoa de uma bondade extrema"

Vocalista dos Mão Morta diz que Zé Pedro "era uma autêntica enciclopédia" do rock e "uma pessoa de uma bondade extrema"

O músico e vocalista dos Mão Morta, Adolfo Luxúria Canibal, classificou hoje o guitarrista dos Xutos & Pontapés, Zé Pedro, como "uma pessoa de uma bondade extrema", que nunca se traiu a si próprio.

O guitarrista dos Xutos & Pontapés, Zé Pedro, morreu hoje, em Lisboa, aos 61 anos, disse à Lusa fonte próxima da família.

Em declarações à Lusa, Adolfo Luxúria Canibal declarou que Zé Pedro "era uma figura da música portuguesa, um exemplo".

"O seu percurso com os Xutos, a forma como criou os Xutos, a forma como lutou para que os Xutos tivessem um nome e a forma como, depois de os Xutos se tornarem numa referência da música moderna portuguesa, do rock em Portugal, a forma como lidou bem com a fama sem nunca se trair a si próprio", destacou o músico.

O vocalista realçou que Zé Pedro "era uma autêntica enciclopédia" do rock e "uma pessoa de uma bondade extrema".

"Nunca o ouvi desejar mal a ninguém e [estava] sempre pronto a ajudar. Nesse sentido era muito particular. O Zé Pedro era o Zé Pedro", disse.

Zé Pedro estava doente há vários meses, mas a situação foi sempre mantida de forma discreta pelo grupo, tendo só sido assumida publicamente em novembro, a propósito do concerto de fim de digressão dos Xutos & Pontapés, no Coliseu de Lisboa.

José Pedro Amaro dos Santos Reis nasceu em Lisboa, em 14 de setembro de 1956, numa família de sete irmãos, "com um pai militar, não autoritário, e uma mãe militante-dos-valores-familiares", como recordou num dos capítulos da biografia "Não sou o único" (2007), escrita pela irmã, Helena Reis.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Benefícios fiscais para quê e para quem

São mais de 500 os benefícios fiscais existentes em Portugal. Esta é uma das conclusões do relatório do Grupo de Trabalho para o Estudo dos Benefícios Fiscais (GTEBF), tornado público na semana passada. O número impressiona por uma razão óbvia: um benefício fiscal é uma excepção às regras gerais sobre o pagamento de impostos. Meio milhar de casos soa mais a regra do que a excepção. Mas este é apenas um dos alertas que emergem do documento.

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la no ensino superior

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.