O pianista que Madonna levou para o MET

João Ventura, que tem acompanhado Toquinho nos concertos em Portugal, e voltará a fazê-lo nesta semana, foi a Nova Iorque tocar com a cantora americana

João Ventura, que acompanha Toquinho nos seus concertos em Portugal, tem 32 anos. Foi ele o pianista eleito por Madonna para o espetáculo surpresa que deu recentemente na gala do Metropolitan Museum of Art (MET), em Nova Iorque. A rainha da pop cantou a sua Like a Prayer e Hallelujah, de Leonard Cohen, além de um tema novo.

A viver em Lisboa, tal como Madonna, onde está a fazer um doutoramento em Artes Musicais na Universidade Nova de Lisboa, o brasileiro conheceu-a no Tejo Bar, lugar em Alfama ao qual diz ao DN dever "os maiores encontros musicais" da vida. Entre eles, contam-se Mayra Andrade ou Maria Gadú.

Ventura, cujo reportório é composto sobretudo por temas em que a música erudita conhece contrapontos com a música popular, tocou para Toquinho - "é aquele cara que eu admirava", diz - uma música que cruza Insensatez, de Tom Jobim, com o 3.º movimento da Sonata ao Luar de Beethoven, quando os dois se conheceram.

Quanto a Madonna, "foi bastante natural também", recorda ao DN. "Fui ao Tejo Bar, toquei uma música, ela gostou. Entrou em contacto comigo e fez um convite. Eu estava tocando uma fusão, e o evento falava também um pouco disso [de uma abordagem contemporânea à estética do catolicismo]. E achou que eu podia chegar a esse contraponto." Dos ensaios, diz sucintamente: "É tudo incrivelmente profissional, nem sei descrever."

Ler mais

Exclusivos