O filho teve de escrever sobre um livro do pai. E o professor deu-lhe Suficiente +

O filho de Ian McEwan teve má nota num ensaio de Inglês que escreveu sobre o livro do pai Enduring Love (e com ajuda dele)

Ter de analisar um livro escrito pelo pai para uma disciplina da escola pode já ser inusitado, mas mais o será ainda se pelo ensaio que resulta dessa leitura - e que tem alguma ajuda do pai, o autor - a nota for apenas um Suficiente +. Foi o que aconteceu há uns anos a um dos filhos de Ian McEwan.

"'Pobre rapaz', diz ele. 'Confesso que lhe dei uma sessão e disse-lhe o que ele deveria ter em conta. Não li o seu ensaio, mas parece que o professor discordou fundamentalmente do que ele disse. Acho que acabou com um C+ [Suficiente+]' ", recordou o escritor britânico de 69 anos ao jornal Daily Mail no último sábado.

O livro em causa era Endless Love (O Fardo do Amor, em português) e foi o seu filho mais novo, Greg, quem teve de ler e escrever um ensaio sobre a obra para a disciplina de Inglês.

McEwan, como romancista que é, acrescentaria ainda ao contar o episódio: "Na verdade, a história seria muito melhor se ele tivesse tido um D [Insuficiente]."

Ler mais

Exclusivos