Novo romance de António Lobo Antunes é publicado a 20 de outubro

Último livro do escritor foi publicado em 2012.

O novo romance de António Lobo Antunes, "Da natureza dos deuses", chega às livrarias no próximo dia 20 de outubro, anunciaram hoje as Publicações D. Quixote, que chancelam a obra. Anteriormente, o escritor, de 73 anos, detentor de vários galardões, entre eles o Prémio Camões, publicou, em 2012, "Não é meia-noite quem quer".

No plano de edições para outubro desta editora do grupo LeYa está ainda previsto os novos romances de Mário Cláudio e de Salman Rushdie, e o de poesia de Nuno Júdice.

A abrir o mês, no dia 6, as Publicações D. Quixote, a celebrarem 50 anos, editam "Astronomia", de Mário Cláudio, um romance de cariz autobiográfico, segundo adiantou à Lusa fonte da editora.

"'Astronomia' é um romance lúcido, profundo e implacável sobre a vida de um escritor português", segundo a mesma fonte.

No dia 13 de outubro é publicado o novo título de Salman Rushdie, "Dois anos, oito meses e vinte e oito noites", uma obra inspirada "nas tradicionais 'lendas maravilhosas' do oriente, uma fascinante obra de ficção que combina História, Mitologia e uma narrativa de amor intemporal".

O livro "Crónicas Maldispostas", de Pepetela, que reúne uma seleção de crónicas do autor angolano, publicadas entre março de 2007 e agosto deste ano, na revista África 21, é publicado no dia 13.

No dia 31 é publicado o segundo romance do cabo-verdiano Mário Lúcio Sousa, "A biografia do língua". "O narrador deste romance é um condenado à morte a quem é concedido um último desejo; e o que escolhe é contar uma história, mais precisamente a da vida do Língua, um escravo que falou aos sete meses de idade e teve direito a biografia encomendada pelo rei de Portugal", adianta a editora em comunicado.

A reedição de "A instrumentalina", de Lídia Jorge, obra publicada pela primeira vez em 1992, está prevista sair, com nova capa, no dia 27.

"Trata-se de uma narrativa particularmente depurada, escrita de um único fôlego, e onde, de forma comovedora, se patenteiam a ternura e a inocência de uma primeira paixão".

Outra reedição é "Afirma Pereira", de Antonio Tabucchi, cuja ação narrativa decorre em Lisboa no ano de 1938, período de ascenção dos regimes totalitários, e que o protagonista é um jornalista.

O novo livro de poesia de Nuno Júdice, "A convergência dos ventos", é publicado no dia 13, esdtando ainda prevista a saida, no mesmo dia, do romance "Butcher's Crossing", de John Williams, obra originalmente publicada em 1960, e d'"O carteiro de Pablo Neruda", do chileno Antonio Skármeta, no dia 20.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.