Deborah despiu-se para recriar quadro de Manet e acabou por ser presa

A artista recriou a cena do quadro Olympia no Museu de Orsay, Paris

Não é a primeira vez que a artista luxemburguesa Deborah de Robertis chama a atenção com as suas performances

Uma artista luxemburguesa foi presa por se ter deitado nua no chão do Museu de Orsay, em Paris. Deborah de Robertis tentava reconstituir a cena do quadro "Olympia", de Édoard Manet, em que uma prostituta nua está deitada ao lado da criada.

Olympia é um dos quadros apresentados no Museu de Orsay pela exposição "Esplendor e miséria: imagens da prostituição na França 1850 - 1910". Apesar de ser uma das mais famosas obras do pintor francês Manet, no domingo foi a instalação da performer que recebeu toda a atenção.

Segundo a advogada de Deborah de Robertis, Tewfik Bouzenoune, o ato era uma "performance artística" e a mulher "levava uma câmara portátil para filmar a reação do público".

Quando os seguranças pediram à artista que se vestisse esta recusou e por isso chamaram a polícia, afirmou uma porta-voz do museu à AFP. "Havia muita gente em frente ao quadro", continuou. De acordo com o The Guardian, o museu apresentou queixa contra Deborah e ela terá de responder ela acusação de exposição indecente.

O ato tem levantado algumas discussões sobre o que é permitido no mundo a arte e aos artistas e como pinturas explícitas são melhor aceites do que imagens reais.

Não é a primeira vez que a artista luxemburguesa chama a atenção com as suas performances. Em maio de 2014, posou nua em frente ao quadro "A Origem do Mundo" de Gustave Courbet, mais uma vez tentando recriar a cena da imagem. No quadro, o pintor realista Coubert retrata a vagina de uma mulher nua. O Ministério Público francês decidiu não apresentar queixa e a artista foi libertada.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Artes
Pub
Pub