Misericórdia do Porto fica com quadro de Josefa de Óbidos arrematado por lusodescendente

Obra de Josefa de Óbidos foi arrematada pelo equivalente a cerca de 229 mil euros num leilão da Sotheby's realizado em Nova Iorque.

O quadro intitulado Sagrada Família com o pequeno S. João Baptista, Santa Isabel e os Anjos foi adquirido pelo lusodescendente Filipe Mendes, que licitou em nome da Misericórdia do Porto, e foi arrematado por 229 mil euros (250 mil dólares).

Em declarações ao DN, Filipe Mendes, que é proprietário de uma galeria de arte em Paris, afirmou que o quadro chegará no próximo mês a Portugal e passará a estar em exibição ao mesmo tempo que uma outra obra de Josefa de Óbidos que o mesmo galerista adquiriu há um ano, também num leilão da Sotheby's, e vai depositar no Museu do Louvre em março. Esta obra intitula-se Maria Madalena e, no caso, foi o lusodescendente a comprá-la, em conjunto com investidores franceses, por 240 mil euros (269 mil dólares).

Josefa de Óbidos viveu entre 1630 e 1684, sendo filha do pintor Baltazar Figueira. É um dos raros, se não mesmo o mais significativo, caso de uma mulher a destacar-se na pintura antes da época contemporânea.

Falando ao DN, na edição de quinta-feira, o galerista lamentou que entidades oficiais não tivessem mostrado interesse na ida à praça da Sagrada Família, mas não deixou de manifestar satisfação por ter sido encontrada uma solução que permite trazer a obra em causa para Portugal.

Exclusivos