MAAT recebe 12 mil visitantes em dia de aniversário

Mais de 12 mil pessoas estiveram no MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia hoje, dia do primeiro aniversário.

Em dia de entrada livre, assinalando o primeiro aniversário do MAAT, mais de 12 mil visitantes passaram pelo museu, segundo fonte oficial da EDP.

As comemorações começaram ontem à noite, às 23.00, com um concerto do projeto Moullinex, e uma festa ao longo da noite. Pela festa passaram 900 pessoas.

Hoje foram inauguradas três novas exposições: Quote/ Unquote. Entre Apropriação e Diálogo, a partir da coleção de artistas portugueses da Fundação EDP, Artists Film International (vídeos assinados por 17 artistas de 17 lugares) e a obra Shadow Soundings que ocupa a galeria oval do novo edifício. Trata-se de instalação sonora e em vídeo em que o artista capta os sons da ponte 25 de Abril e as imagens que lhes correspondem. Na galeria principal do museu está atualmente patente a exposição Tensão e Conflito. Arte em Vídeo Pós-2008.

O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, uma obra de arquitetura assinada pela artista britânica Amanda Levete, abriu as portas há um ano, também com entrada livre, e recebeu a visita de 15 mil pessoas. Segundo Miguel Coutinho, administrador-executivo da Fundação EDP, passaram pelos dois edifícios -- Central Tejo e MAAT - 550 mil pessoas, 268 mil entre janeiro e agosto.

No último ano, pelas 23 exposições do museu passaram 432 artistas, 137 deles portugueses.

"Vamos expor pela primeira vez, na primavera, a coleção de Pedro Cabrita Reis, que foi uma compra importante que a fundação fez", disse Miguel Coutinho, em entrevista ao DN, sobre a programação que aí vem. Está também prevista a exposição Happy Show, de Stefan Sagmeister, e, na Galeria Oval, a instalação que Xavier Veilhan fez no pavilhão francês da Bienal de Veneza.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.