Lobo Antunes: "O assunto Nobel não me interessa"

O anúncio da não atribuição do Prémio Nobel da Literatura este ano em pouco surpreendeu o escritor António Lobo Antunes, que publicamente já considerara que alguns dos últimos laureados divergiam do que deveria ser a escolha de autores a premiar.

É em poucas palavras que António Lobo Antunes reage à não atribuição do Nobel da Literatura como costuma ser hábito todos os anos desde o início do século passado em outubro: "O assunto Nobel não me interessa."

O escritor e principal nome das letras em língua portuguesa a ser repetidamente apontado como estando na short-list dos candidatos ao maior prémio da literatura mundial não quis alongar-se na sua reação ao DN, preferindo preocupar-se mais com as suas próximas deslocações a Praga, Bucareste e ao México.

Nesta última, para celebrar os dez anos da entrega do Prémio Juan Rulfo e a liderar uma comitiva de 50 autores nacionais na Feira do Livro da capital mexicana. Quanto a Bucareste, onde receberá sob o estatuto de convidado de honra uma distinção inédita a um autor português no Festival de Poesia, o Grande Prémio do Centenário da Reunificação da Roménia, atribuído pelo Museu Nacional da Literatura Romena e a Câmara de Bucareste.

Destaque-se que o prémio que Lobo Antunes receberá decorre do acontecimento histórico da reunificação do país, que ocorreu em 1 de dezembro de 1918, sendo por isso mais importante a sua escolha devido ao facto de ser entregue a um autor estrangeiro na celebração de uma importante data nacional. O evento realiza-se na Grande Biblioteca Universitária Carol I e nele participam o ministro da Cultura e da Identidade Nacional, Ivascu George Vladimir, o autarca de Bucareste, Sorin Oprescu, o poeta Dinu Flamand e o diretor do Museu Nacional de Literatura Romena, Ioan Cristescu.

Quanto ao Nobel, sabe-se por declarações públicas e entrevistas dos últimos anos que António Lobo Antunes não tem visto como boa a escolha de alguns dos recentes premiados pela Academia Sueca, mas sobre isso prefere não se pronunciar de momento. Repete: "É um assunto que não me interessa." Para o autor, mais do que homenagens e prémios, interessa-lhe ter tempo para escrever, pois está em plena escrita do novo romance, que fará parte de uma trilogia iniciada com o último romance publicado, Até que as pedras se tornem mais leves que a água.

A confirmação de que o Prémio Nobel da Literatura não irá ser atribuído em 2018, devido aos alegados abusos sexuais e financeiros em que se encontram envolvidos membros da Academia Sueca responsáveis pela seleção do vencedor, foi feita nas últimas horas após uma reunião em que foi considerado que a instituição não podia desempenhar a sua função. Em comunicado, o seu secretário declarou ser "preciso tempo para que a Academia recupere a confiança antes da escolha do próximo laureado". Anders Olsson referiu o prémio respeitante a 2018 será atribuído em 2019.

Ler mais

Exclusivos