Lisboa rende-se aos designers

Experimentadesign dedica retrospectiva a Fernando Brízio; o MUDE abre as portas a 'Introspectiva', de Filipe Alarcão.

Design, design, design. Preparemo-nos: no próximo mês vamos tropeçar na palavra por todo o lado, em Lisboa. Há a bienal Experimentadesign, que arranca na quarta-feira, dia 28, e que dedica uma retrospectiva ao trabalho do designer Fernando Brízio, no antigo Convento da Trindade (Bairro Alto) e a 'Introspectiva', de Filipe Alarcão, que está a menos de um quilómetro da primeira no MUDE - Museu do Design e da Moda, na Rua Augusta, aberta ao público desde sábado.

Ler mais no e-paper do DN.

Ler mais

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.