Guimarães Jazz: os onze concertos são uma parte da festa

Festival decorre de 8 a 18 de novembro e apresenta uma programação aberta e abrangente, dentro e fora das salas de espetáculo

O jazz instala-se na Cidade-Berço de 8 a 18 de novembro com uma grande festa para fazer: assinalam-se os 100 anos da primeira gravação de um disco de jazz. O género musical passou de "exótico" a objeto virtual e a programação do Guimarães Jazz 2017 foi desenhada de forma abrangente para proporcionar essa viagem.

"Este Guimarães Jazz partiu da ideia de darmos prioridade a projetos que reflitam essa visão de cem anos de espectro possível entre uma música que, quando foi gravada pela primeira vez, era praticamente desconhecida, era uma espécie de um género exótico, e que cem anos depois está no streaming, em MP3. A passagem do objeto fonográfico para o objeto virtual que é hoje ocorreu durante cem anos e altera completamente a música, a forma como as pessoas a ouvem e até a forma como os músicos a produzem", explica Ivo Martins, o diretor do festival, a cumprir neste ano a sua 26.ª edição.

O programa começa no dia 8 com o guitarrista norte-americano Neils Cline, que traz o seu mais recente trabalho, Lovers. Apresenta-se com a Orquestra de Guimarães e toca vários tipos de música, "desde standards a música, a Henri Mancini, a composições suas". No dia seguinte, um projeto que é a "síntese de todo o festival" com um concerto falado onde os dez músicos da All Star Orchestra vão fazer uma apresentação audiovisual dos 100 anos do jazz. "Eventualmente desde o Livery Stable Blues, que foi o primeiro tema gravado, até 2017, e isto é narrado, com projeção de pequenos extratos de imagens da história do jazz que fazem uma espécie de revisão geral", desvenda Ivo Martins. É a partir destes projetos "que irradiam todos os concertos".

Entre os onze concertos em sala - três em estreia absoluta e sete em estreia nacional -, destaque para Jan Garbarek com Trilok Gurtu (atenção que está quase esgotado), a baterista norte-americana Allison Miller ("queremos apostar nas mulheres, há excelentes instrumentistas") e Darcy James Argue Secret Society, a encerrar o festival no dia 18. Ivo Martins chama a atenção para a Big Band e Ensemble de Cordas da ESMAE, dirigidos por Jeff Lederer e Mary LaRose. Em Guimarães eles não passarão despercebidos. É que o Guimarães Jazz "é muito mais do que os concertos. Nesses dias os músicos vão tocando na cidade, nos cafés, nas confeitarias, espalham-se pela cidade, que se transforma com o festival", refere o seu diretor, entusiasmado, notando neste ano uma grande procura dos passes gerais.

Programa

Quarta 08 novembro
CCVF / Grande Auditório / 21h30
Nels Cline - Lovers
Com Orquestra de Guimarães
Preço 5,00 eur

Quinta 09 novembro
CCVF / Grande Auditório / 21h30
All Star Orchestra plays Jazz - The Story
An exciting musical trip through 100 years of Jazz recording
Preço 15,00 eur / 12,50 eur c/d

Sexta 10 novembro
CCVF / Grande Auditório / 21h30
The Andrew Cyrille Quartet
Andrew Cyrille, Richard Teitelbaum, Ben Monder, Ben Street
"The Declaration of Musical Independence"
Preço 15,00 eur / 12,50 eur c/d

Sábado 11 novembro
CCVF / Pequeno Auditório / 18h30
VEIN feat. Rick Margitza
Preço 10,00 eur / 7,50 eur c/d

CCVF / Grande Auditório / 21h30
Mostly Other People Do The Killing - Loafer"s Hollow
Preço 15,00 eur / 12,50 eur c/d

Domingo 12 novembro
CCVF / Grande Auditório / 17h00
Big Band e Ensemble de Cordas ESMAE conduzida por Jeff Lederer e Mary LaRose
Preço 5,00 eur

PAC / Black Box / 21h30
Projeto Guimarães Jazz / Porta-Jazz #4
Preço 10,00 eur / 7,50 eur c/d

Quinta 16 novembro
CCVF / Grande Auditório / 21h30
Jan Garbarek Group featuring Trilok Gurtu
Preço 17,50 eur / 15,00 eur c/d

Sexta 17 novembro
CCVF / Grande Auditório / 21h30
Allison Miller"s Boom Tic Boom
Preço 15,00 eur / 12,50 eur c/d

Sábado 18 novembro
CCVF / Pequeno Auditório / 18h30
Jeff Lederer / Joe Fiedler Quartet feat. Mary LaRose
Preço 10,00 eur / 7,50 eur c/d

Sábado 18 novembro
CCVF / Grande Auditório / 21h30
Darcy James Argue"s Secret Society - "Real Enemies"
Preço 15,00 eur / 12,50 eur c/d

Guimarães Jazz 2017

Centro Cultural Vila Flor, Guimarães

De 8 a 18 de novembro

Bilhetes de 5 a 70 euros (passe geral)

Ler mais

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".