Grande Prémio de Vila do Conde para filme português

O prémio principal do festival Curtas de Vila do Conde consagrou "Farpões Baldios", realizado por Marta Mateus

O Grande Prémio do Curtas Vila do Conde voltou a distinguir um filme português: Farpões Baldios, de Marta Mateus, venceu a 25ª edição do certame (dois anos depois do triunfo de Filipa César, com Mined Soil). Fábula sobre um Portugal rural em que se cruzam velhos e novos, o filme, de acordo com a acta do júri, pertence a "uma linhagem de obras onde a infância desbloqueia os sofrimentos, os erros e as virtualidades do passado, tradição que devemos, entre outros, a Manoel de Oliveira, a António Reis e Margarida Cordeiro, e a Teresa Vilaverde."

Nos prémios específicos para portugueses, venceu João Pedro Rodrigues com o auto-retrato Où en Êtes-Vous, João Pedro Rodrigues?, uma encomenda do Centro Pompidou. O júri considerou-o "um filme que brilhantemente se debate com o auto-retrato da humanidade por ela própria (...), ao mesmo tempo que desloca os princípios da auto-biografia." Gabriel Abrantes, com Os Humores Artificiais, recebeu o prémio de melhor realizador português.

"Où en Êtes-Vous, João Pedro Rodrigues?" também foi premiado

Nas várias categorias, foram distinguidos o filme de animação My Burden, de Niki Lindroth Von Bahr (Suécia), o documentário O Peixe, de Jonathas de Andrade (Brasil), e a ficção Les Îles, de Yann Gonzalez (França). O prémio Curtinhas, atribuído por crianças entre os 7 e os 13 anos, foi para Revolting Rhymes, Part One, de Jakob Schuh e Jan Lachauer (Reino Unido). From Source to Poem, de Rosa Barba (Alemanha), e Old Habits - Minta & the Brook Trout, de João Nicolau (Portugal), venceram as secções experimental e de telediscos, respectivamente. O prémio "Prize", em serviços de pós-produção, foi para Ricardo Pinto de Magalhães, com Delphine Aprisionada.

Na secção Take One! (filmes de escola), ganhou De Gente se Fez História, de Inês Pinto Vila Cova. Foi também escolhida uma curta para os Prémios de Cinema Europeu: Los Desheredados, de Laura Ferres (Espanha). Quanto ao público, a sua votação distinguiu Retouch, de Kaveh Mazaheri (Irão); entre os portugueses, os espectadores elegeram Surpresa, uma animação de Paulo Patrício.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Artes
Pub
Pub