Festival de Sydney arranca hoje com cinco produções nacionais no programa

Quatro filmes portugueses e uma coprodução nacional, entre os quais "Ama San" e "São Jorge", integram o Festival de Cinema de Sydney, na Austrália, que começa hoje.

O festival decorrerá de hoje a 18 de junho e o programa apresenta, fora de competição, as longas-metragens São Jorge, de Marco Martins, e O ornitólogo, de João Pedro Rodrigues, já estreados em Portugal e que prosseguem agora o caminho internacional.

A eles, no festival de Sydney, junta-se ainda A floresta das almas perdidas, filme de José Pedro Lopes que teve estreia este ano no Fantasporto e só chegará aos cinemas portugueses depois do verão.

Na Austrália estará também o documentário Ama-San, de Cláudia Varejão, num programa dedicado a vozes femininas da Europa, e Porto, filme do realizador brasileiro Gabe Klinger, rodado em 2015 no Porto, coproduzido por Portugal.

O Festival de Cinema de Sydney, que existe há mais de 60 anos, atribuiu o prémio máximo em 2015 ao tríptico As mil e uma noites, de Miguel Gomes.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.