É possível juntar Dylan, McCartney e Rolling Stones no mesmo festival?

Evento deverá acontecer em outubro na Califórnia e terá ainda The Who, Neil Young e Roger Waters.

Bob Dylan, The Who, Paul McCartney, Neil Young, Roger Waters e Rolling Stones. Consegue imaginar um evento que reúna estes nomes todos? É o que promotora responsável por Coachella está a tentar tornar real: um festival, que terá lugar entre 7 e 9 de outubro, no Empire Polo Field, em Indio, na Califórnia, e que junte os grandes dinossauros do rock.

Segundo o jornal Los Angeles Times, a ideia é que cada um dos músicos ou grupos tenha o seu próprio concerto, completo - e não as versões mais reduzidas que são habitualmente apresentadas em festivais. Aparentemente, as negociações estão já muito avançadas.

A concretizar-se, o alinhamento será este: Bob Dylan e os Rolling Stones atuam na noite de abertura, sexta-feira; no sábado será a vez de Neil Young and The Promise of the Real, antes da atuação do ex-Beatle Paul McCartney; finalmente, no domingo, o palco pertence a The Who e ao ex-Pink Floyd, Roger Waters.

Esta será a primeira vez que estes seis nomes estão juntos no mesmo cartaz. O mais próximo disto aconteceu em julho de 1985: Dylan, Young, Mick Jagger, Keith Richards e Ronnie Wood atuaram em Filadélfia, no âmbito do evento Live Aid, enquanto McCartney e the Who estiveram no estádio de Wembley, em Londres.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.