Dwayne Johnson confirma: David Hasselhoff vai entrar no filme 'Marés Vivas'

Ator colocou no Facebook um vídeo no qual Hasselhoff diz que nasceu pronto para entrar no filme inspirado na famosa série dos anos 90

Dwayne Johnson e Zac Efron vão interpretar as personagens principais do filme Baywatch, mas os atores que marcaram a série de sucesso dos anos 90 - transmitida em Portugal com o nome Marés Vivas - não estão a ser esquecidos e a principal estrela está confirmada: David Hasselhoff, o líder dos nadadores salvadores, Mitch Buchannon.

"Não há uma Bay sem o Hoff. Mundo prepara-te", afirmou Dwayne Johnson, conhecido como The Rock. Porém, no filme, Mitch Buchannon será interpretado por Johnson, ficando a dúvida de qual será o papel de Hasselhoff.

facebookhttps://www.facebook.com/DwayneJohnson/videos/vb.406433779383/10154185279449384/

O mesmo poderá acontecer a Pamela Anderson. A atriz admitiu ao ET Canada que lhe foi oferecido um papel, mas recusou a oferta inicial. Porém, realçou que não recusou "completamente". O papel de C.J. Parker foi para Kelly Rohrbach, pelo que também Pamela Anderson, a aceitar participar no filme, será uma personagem diferente daquela marcou a série Baywatch.

A vilã do filme será Priyanka Chopra, a Alex Parrish da série Quantico, que confessou antes da cerimónia dos Óscares que sempre quis interpretar o papel de má.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Legalização da canábis, um debate sóbrio 

O debate público em Portugal sobre a legalização da canábis é frequentemente tratado com displicência. Uns arrumam rapidamente o assunto como irrelevante; outros acusam os proponentes de usarem o tema como mera bandeira política. Tais atitudes fazem pouco sentido, por dois motivos. Primeiro, a discussão sobre o enquadramento legal da canábis está hoje em curso em vários pontos do mundo, não faltando bons motivos para tal. Segundo, Portugal tem bons motivos e está em boas condições para fazer esse caminho. Resta saber se há vontade.

Premium

nuno camarneiro

É Natal, é Natal

A criança puxa a mãe pela manga na direcção do corredor dos brinquedos. - Olha, mamã! Anda por aqui, anda! A mãe resiste. - Primeiro vamos ao pão, depois logo se vê... - Mas, oh, mamã! A senhora veste roupas cansadas e sapatos com gelhas e calos, as mãos são de empregada de limpeza ou operária, o rosto é um retrato de tristeza. Olho para o cesto das compras e vejo latas de atum, um quilo de arroz e dois pacotes de leite, tudo de marca branca. A menina deixa-se levar contrariada, os olhos fixados nas cores e nos brilhos que se afastam. - Depois vamos, não vamos, mamã? - Depois logo se vê, filhinha, depois logo se vê...