Dois jovens bailarinos portugueses selecionados para o Prix de Lausanne

Diogo de Oliveira e Frederico Loureiro, da Escola Domus Dança, no Porto, são únicos portugueses selecionados

Dois bailarinos portugueses, de uma escola do Porto, foram selecionados para competir na 45.ª edição do Prix de Lausanne, na Suíça, que decorrerá entre janeiro e fevereiro.

Diogo de Oliveira e Frederico Loureiro, da Escola Domus Dança, no Porto, são únicos portugueses selecionados para competir no Prix de Lausanne, criado em 1973 e que é gerido pela Fondation en Faveur de l'Art Chorégraphique.

De acordo com informação disponibilizada na página da Internet desta competição internacional de dança, no total foram selecionados 74 jovens bailarinos finalistas, representando 17 nacionalidades, após uma avaliação de 338 candidaturas (244 raparigas e 94 rapazes), de 36 países diferentes.

Destes 74 jovens bailarinos (35 raparigas e 39 rapazes), dois, ambos brasileiros, foram escolhidos no âmbito de uma pré-seleção que decorreu em outubro em La Plata, Argentina.

Este concurso internacional é aberto a jovens bailarinos dos 15 aos 18 anos e tornou-se conhecido por ser um dos mais exigentes concursos de dança a nível mundial, para estudantes em fase final de formação.

Esta edição do Prix de Lausanne decorrerá de 29 de janeiro a 05 de fevereiro.

Diogo de Oliveira e Frederico Loureiro, de 18 e 16 anos, respetivamente, têm conquistado prémios nas competições em que se apresentam.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.