Descoberta primeira pintura de Leonardo Da Vinci

Um retrato do Arcanjo Gabriel, datado de 1471, foi apresentado como o primeiro trabalho do pintor

A descoberta foi anunciada esta tarde. Estudiosos da obra de Leonardo Da Vinci confirmaram a autenticidade de um retrato do Arcanjo Gabriel, datado de 1471, que apresentaram como sendo o primeiro trabalho do pintor, num evento em Roma.

A obra é um azulejo em terracota quadrado, com vinte centímetros de comprimento e de largura e com 1,2 centímetro de espessura, propriedade da família Fenice da Ravello, que foi feito por um jovem Leonardo com quase 19 anos, conforme ficou provado num estudo de 6.000 páginas realizado durante três anos por Ernesto Solari e Ivana Rosa Bonfantini, com recurso a diferentes análises técnicas, científicas e históricas.

O Arcanjo Gabriel foi pintado de perfil, mas, no traçado da obra, o autor de Mona Lisa e de A Última Ceia terá também feito o seu autorretrato.

Outra prova da autêncticidade da pintura parece residir na assinatura do artista. "Da Vinci lionardo LDV" figura no rosto do Arcanjo, parcialmente mimetizada na mandíbula, da esquerda para direita, coberta pela última camada de cozimento do azulejo, o que demonstra que não foi falsificada posteriormente.

Solari considera que esta é a obra mais antiga do génio e que o valor da peça "não é estimável".

Leonardo da Vinci nasceu em abril de 1452, em Itália, e morreu em maio de 1519, em França. Foi uma das figuras mais marcantes do Renascimento. Para além de pintor e escultor, são reconhecidos os seus rabalhos enquanto matemático, engenheiro, inventor e anatomista.

Exclusivos