Del Toro, Clooney e Ai Weiwei na competição do festival de cinema de Veneza

Filmes de Ai Weiwei, Guillermo Del Toro, George Clooney e Alexander Payne integram a competição do Festival de Cinema de Veneza, que começa 30 de agosto em Itália e cuja programação foi hoje anunciada em Roma.

A abertura da 74.ª mostra de cinema ficará por conta de "Downsizing", sátira de Alexander Payne protagonizada por Matt Damon e que integra a competição oficial pelo Leão de Ouro.

A competição anunciada pelo diretor executivo, Alberto Barbera, incluirá os documentários "Human Flow", de Ai Weiwei, sobre a crise global dos refugiados, e "Ex-libris - The New York Public Library", de Frederick Wiseman, a fantasia "The shape of water", de Guillermo del Toro, e "Suburbicon", de George Clooney, escrito com os irmãos Coen e no qual entra também Matt Damon.

Da lista oficial fazem parte também filmes que são potenciais candidatos aos Óscares, sublinha a publicação The Hollywood Reporter, como "Mother", de Darren Aronofsky, "The Leisure Seeker", primeiro filme americano de Paolo Virzì, e "Mektoub, My Love: Canto Uno", de Abdellatif Kechiche.

Fora de competição, Veneza acolherá "Zama", de Lucrecia Martel, "Victoria & Abdul", de Stephen Frears, e algumas produções Netflix, como a série italiana "Suburra", a série "Wormwood", do realizador Errol Morris, e o filme "Our souls at night", de Ritesh Batra e com Robert Redford e Jane Fonda, que receberão este ano o Leão de Ouro de carreira.

Alberto Barbera anunciou ainda um novo concurso dedicado à realidade virtual, com o júri a ser presidido pelo realizador John Landis. "Não será o futuro do cinema, mas outra coisa. É um setor de experimentação", disse o diretor de Veneza na conferência de imprensa.

A secção "Horizontes" abrirá com "Nico 1988", de Susanna Nicchiarelli, sobre a modelo e cantora Nico, que integrou os Velvet Underground e foi musa de Andy Warhol.

O 74.º festival de cinema de Veneza decorrerá de 30 de agosto a 09 de setembro.

O júri da competição oficial será presidido pela atriz Annette Bening.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.