Da fotografia ao azulejo. Exposição portuguesa em Madrid

"Da fotografia ao azulejo. Povo, monumentos e paisagens de Portugal na primeira metade do século XX" vai estar exposta até 27 de novembro deste ano no Museu Nacional de Antropologia, em Madrid.

Uma exposição sobre "a produção de azulejos em Portugal durante a primeira metade do século passado e as fotografias que lhes serviram de motivo e inspiração" foi inaugurada na terça-feira em Madrid pelo Ministério da Cultura espanhol.

Fotografia. Senhora a varrer o milho em Santo Tirso.

Um grande número de edifícios portugueses estavam, na primeira metade do século XX, decorados com painéis (de azulejos) de iconografia variada, desde paisagens e monumentos de imagens da vida campesina e pré-industrial, explica o Ministério da Cultura em nota à imprensa.

Os pintores destes azulejos inspiraram-se em impressões fotográficas nos seus diversos meios de comunicação: livros de imagens, revistas ou postais.

Estas "fontes iconográficas" são o tema central da exposição, que põe em paralelo os originais e as cópias, para mostrar a versão moderna ao lado da antiga forma de trabalho dos pintores de azulejo.

A exposição foi organizada pelo Museu Nacional de Soares dos Reis (Portugal), o Museu Etnográfico Provincial de Leão (Espanha) e o Museu Nacional de Antropologia (Espanha) por onde já passou e irá em seguida para o Museu Nacional de Arte Popular de Lisboa.

Durante a sua passagem por Madrid, a mostra faz parte de um conjunto de eventos de "Cultura Portugal -- 14ª. Mostra da Cultura Portuguesa", organizada pela Embaixada de Portugal em Espanha, cujo programa está em fase de conclusão, prevendo-se que seja apresentado em Madrid a 18 de outubro.

Exclusivos