Conhecer a história dos The Stooges

GIMME DANGER, de Jim Jarmusch

No panorama dos documentários musicais faltava um sobre Iggy and The Stooges. Mas não se pense que, com Gimme Danger, Jim Jarmusch veio apenas preencher essa lacuna. Fazendo-lhe justiça, é preciso dizer que este era, de facto, o realizador com mais substância e honestidade para pegar nesta memória concreta, dentro do cenário musical de Detroit.

Filmar Iggy Pop é filmar um velho amigo - encontramo-lo em Homem Morto (1997) e Cafés e Cigarros (2003) - e dessa química familiar resulta um apaixonante testemunho do vocalista. Desde o relato sobre os conteúdos televisivos da sua infância, que marcaram uma certa filosofia de vida, à formação das bandas que vieram a culminar nos The Stooges, Iggy representa a própria aventura de uma ideia de música (à época, subestimada). Condenado ao fracasso comercial desde o lançamento do primeiro álbum, em 1969, e até ao ano de 1973, só no novo milénio o grupo conseguiu reconhecimento.

Num trabalho de montagem inventiva, que mistura imagens documentais com ilustrações e excertos de filmes clássicos, Jarmusch trabalha com alma e destreza um imaginário vivo.

Classificação: *** bom

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Artes
Pub
Pub