Cinema de terror à portuguesa

A FLORESTA DAS ALMAS PERDIDAS José Pedro Lopes

Eis um filme de terror português que chega às salas nacionais já com um surpreendente destaque na crítica internacional. A Floresta das Almas Perdidas é a primeira longa-metragem de José Pedro Lopes, e um caso com algum interesse, quer pelo cariz de produção independente, quer pelo desembaraço da narrativa.

Percebe-se que tenha captado a atenção estrangeira, sobretudo pelo modo como trabalha a estética do terror no preto e branco, adensando a atmosfera mórbida da floresta inscrita no título.

É nesse lugar de suicídios que se encontram duas personagens de idades muito distintas, com a mesma intenção de pôr termo à vida. E se o filme tem um conceito forte que pode prender o espectador nos primeiros minutos, também é verdade que lhe fica completamente submetido, não indo além da decoração de um enunciado sombrio dito em off...

Classificação: *

Ler mais

Exclusivos