Cinco canções que foram consideradas... plágio

De Radiohead a George Harrison, passando por Flaming Lips, descubra alguns dos alegados plágios mais famosos da música

Se o plágio é a mais sincera forma de elogio, há "elogios" que ficaram famosos na história da música, mais até do que as canções (ou partes delas) em que se basearam - de Radiohead a George Harrison, passando por Flaming Lips. O jornal espanhol ABC fez uma recolha dos casos que ficaram provados em tribunal ou em que os artistas aceitaram pagar direitos. Aqui ficam alguns e outros que também são famosos:

Creep - Radiohead

Foi o primeiro grande êxito da banda britânica, lançando uma carreira de quase 30 anos, marcada pela originalidade. Curiosamente, parte da canção é muito parecida com outro êxito de meados dos anos 70, "The Air That I Breathe", dos The Hollies. Os autores da "original" ganharam o processo e foram incluídos nos créditos de "Creep", uma música de que a banda de Oxford, aliás, nunca gostou muito.

My Sweet Lord - George Harrison

O Beatle George Harrison já tinha provas dadas como compositor - são dele clássicos como "While My Guitar Gently Weeps", "Here Comes The Sun" e "Something" -, mas quando se lançou a solo caiu no erro do "elogio". "My Sweet Lord" é demasiado parecida com "He's So Fine", um tema dos The Chiffons, de 1963. O juiz disse que foi "plágio inconsciente".

Fight Test - The Flaming Lips

Não há muita discussão quanto às semelhanças entre "Fight Test" e "Father and Son". O grupo e o cantor chegaram a acordo e partilham direitos de autor.

Ice Ice Baby - Vanilla Ice

Quase não é preciso ouvir a "original" para perceber que aquela linha de baixo é demasiado familiar. E não é pela canção ter 25 anos, é porque foi copiada de "Under Pressure", dos Queen e David Bowie. Vanilla Ice aceitou pagar para não ir a tribunal.

Stay with me - Sam Smith

Sam Smith esteve envolvido numa polémica por causa desta canção e acabou admitir semelhanças entre "Stay With Me" e "I Won't Back Down", uma música de Tom Petty, de 1989. Smith aceitou pagar direitos de autor e Petty não lhe levou a mal. "Estas coisas acontecem", disse.

O ABC refere ainda "Shakermaker", dos Oasis, "Blurred Lines", de Robin Thicke, e "Wanna Be Startin' Somethin'", de Michael Jackson.

A Billboard também refere algumas destas canções e outras num artigo sobre oito músicas acusadas de plágio que chegaram ao Top 100 da Billboard.

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.