Charlie Sheen e Whoopi Goldberg juntos no World Trade Center

O filme será passado num elevador, onde cinco pessoas ficam presas, ao mesmo tempo que ocorrem os atentados de 11 de setembro de 2001.

A atriz Whoopi Goldberg e o ator Charlie Sheen vão contracenar no filme independente Nine Eleven, sobre os atentados do World Trade Center.

Realizado por Martin Guigui, o filme conta a história de cinco pessoas que, durante os atentados, ficam presas num elevador. Além de Whoopi e de Sheen, a longa-metragem conta com interpretações de Luis Guzman, Wood Harris e Olga Fonda.

As filmagens iniciaram-se na passada segunda-feira, 7 de março, nos estúdios Thunder em Long Beach, na Califórnia. Para além de Guigui, que coescreveu a história com Steven Golebiowski, o filme conta Martin Sprock, Dahlia Waingort e Warren Ostergard como produtores. Martin Burg, empresário de Charlie Sheen, será um dos produtores executivos do filme, ainda sem data de estreia.

"Sinto-me profundamente relacionado com o filme e muito entusiasmado por poder trabalhar com a minha grande amiga Whoopi Goldberg", disse Charlie Sheen. O último trabalho do ator em cinema foi no filme Machete Kills em 2013. O ator afastou-se de Hollywood depois de ter anunciado em 2015 que tinha contraído o vírus do HIV.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.