Caetano Veloso canta "Amar pelos dois" com Salvador Sobral

O brasileiro ensaiou com Salvador Sobral para a noite da Eurovisão. Veja o vídeo.

O músico brasileiro Caetano Veloso publicou no seu Facebook um vídeo onde canta com o português Salvador Sobral o tema vencedor da Eurovisão do ano passado, Amar pelos dois. A acompanhá-los está o pianista Júlio Resende.

Os dois músicos vão subir ao palco da Altice Arena para cantar juntos na final do festival da Eurovisão, em Lisboa:

No dia da final do ano passado, que decorreu a 13 de maio em Kiev, Caetano Veloso manifestou, através da rede social Facebook, que torcia pela vitória do cantor português. "Eu quero que o Salvador Sobral ganhe o festival da Eurovisão. Ele é bom demais", disse o cantor brasileiro, num vídeo em que aparecia a ver o festival na televisão, e no qual começava por dizer em inglês que desejava uma vitória do representante português, repetindo depois o mesmo desejo em português.

Já depois da vitória, Salvador Sobral teve oportunidade de conhecer, em Lisboa, Caetano Veloso. "O máximo desta experiência foi ter conhecido o Caetano Veloso e ter cantado com ele", disse Salvador Sobral em maio do ano passado, a propósito de um jantar privado, em casa da fadista Carminho, durante o qual interpretou, informalmente, vários temas com o músico brasileiro.

Além destes dois artistas, o espetáculo da Eurovisão irá contar com os Beatbombers, Ana Moura e Mariza e Branko - dupla que vai interpretar o tema Reserva para dois:

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.