Aventuras para as crianças no grande ecrã

"Um Conto de Natal" passa amanhã na Cinemateca Júnior, em Lisboa

Das salas comerciais aos circuitos alternativos, há propostas para entreter, animar e comover as famílias em todo o país.

Nesta época natalícia, a oferta de cinema para os mais novos vai de Londres ao México, sem que se ouça falar de Brexits ou muros. Da capital britânica chegou-nos ontem o adorável Paddington 2, de Paul King, com o ursinho mais bem-educado do mundo metido em novos apuros; e situado no país caliente da América latina temos Coco, de Lee Unkrich e Adrian Molina, a melhor animação deste ano da Disney/Pixar, que faz de uma fábula festiva a viagem mais garrida pelo imaginário cultural mexicano. Que não restem dúvidas: estas são as duas maiores propostas de cartaz para as férias de Natal dos miúdos e das famílias.

Para quem aprecia a adequação específica à quadra, A Estrela de Natal será o filme mais próximo desse espírito. Esta é a história do primeiro Natal, contada através da aventura dos animais que seguiram uma estrela Se se preferir no entanto uma bagunça mais enérgica com animais, O Gangue do Parque 2 cumpre as medidas. Big Foot Júnior, Um Susto de Família e - famoso pela série de televisão - Bob, O Construtor: Mega Machines são as animações mais modestas da temporada, espalhadas por menos salas. Já na próxima semana chega-nos da franchise da Hasbro, My Little Pony: The Movie, e no dia 21 é a vez do touro de bom coração Ferdinando, do realizador de Rio, o brasileiro Carlos Saldanha.

Mas há mais cinema fora do circuito comercial. Por exemplo, já amanhã é possível descobrir ou rever Um Conto de Natal (2009), de Robert Zemeckis, na Cinemateca Júnior, em Lisboa. Este clássico de Charles Dickens tantas vezes adaptado ao cinema, sobre um homem que odiava o Natal, alcança nesta animação de motion capture a mais fantástica expressão visual do conto. Uma bela sessão com espíritos e fantasmas que só querem uma coisa: devolver o Natal ao coração do velho Scrooge.

Em jeito de programa familiar perfeito, e enquanto Mary Poppins Returns está em produção, a magia do original Mary Poppins (1964), de Robert Stevenson, será devolvida ao grande ecrã do Centro Cultural de Belém no dia 23, com todo o esplendor de uma obra-prima Disney.

E porque os cineclubes também estão atentos ao público infantojuvenil, especialmente nesta época, serão exibidos em Faro, O Profeta (dia 17), uma saga de crescimento e aprendizagem espiritual do realizador de O Rei Leão, Roger Allers; e Azur e Asmar (dia 28), de Michel Ocelot, uma história em torno de dois meninos criados como irmãos, apesar das suas diferentes origens, que, depois de separados, voltam a encontrar-se em adultos numa nova condição de rivalidade. Outra belíssima animação que pode ser redescoberta, no cineclube da Maia, dia 16, é O Menino e o Mundo, do brasileiro Alê Abreu. Imagens com textura e ternura para aquecer os corações.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Artes
Pub
Pub