Arte Antiga continua com um piso fechado ao público

Seis novos vigilantes, cinco privados e um outro vindo do Museu dos Coches, reforçaram, a partir de hoje a equipa do Museu Nacional de Arte Antiga.

Depois do dia de descanso semanal, o Museu nacional de Arte Antiga abriu hoje portas já com as salas de exposição do segundo e terceiro piso reabertas, embora o Piso 2, dedicado às Artes da Expansão, Ourivesaria/Joalharia e Cerâmica, encerre entre as 13.00 e as 14.00, segundo informação disponibilizada no site do próprio museu.

Durante cerca de duas semanas a maioria das salas do museu estiveram encerradas ao público, com a direção do museu a decidir pela cobrança de apenas metade do valor do bilhete como forma de compensar os visitantes.

Hoje, o museu reabriu o Piso 3, podendo já ser vistos uma das joias da coleção, os Painéis de São Vicente, bem como o Piso 2 após um reforço de seis vigilantes, cinco privados contratados a título excecional face à falta de vigilantes do próprio museu (devido a férias e baixas) e um que transita do Museu dos Coches.

No entanto, continua fechado o Piso 1, dedicado ao mobiliário português e às artes decorativas europeias.

O DN tentou saber junto da direção do museu quantos vigilantes são ainda necessários para o museu abrir em pleno, mas o diretor, António Filipe Pimentel não quis prestar declarações sobre esta situação.

Ler mais

Exclusivos