Realismo social com a Troika em pano de fundo

"São Jorge", Marco Martins

João Lopes
Nuno Lopes em "São Jorge"© Direitos Reservados

As legendas inicial e final de São Jorge dão-nos um contexto histórico: o período da Troika em Portugal, com quase toda a gente a ser direta ou indiretamente atingida pelos ditames da austeridade.

A personagem central, um pugilista (Nuno Lopes) à deriva num mundo de pobreza e degradação social, seria um símbolo direto das tensões desse contexto. O certo é que o filme parece mais apostado em reduzir essa personagem a uma cópia dos tiques de um certo tipo de anti-herói de thrillers americanos do que em ilustrar, ou refletir sobre, as informações contidas nas legendas.

Obsessivo no detalhe até à facilidade maneirista, com uma evidente competência técnica de execução, o filme reflete as virtudes e limites de um realismo social que, em boa verdade, o cinema português sempre teve dificuldade em assumir.

Classificação: **