Museu dos Coches aumenta visitantes em 68% num ano

Mais de 4 milhões de pessoas visitaram monumentos, museus e palácios de Portugal em 2015

DN
Primeiro dia de funcionamento do novo Museu dos Coches, a 23 de maio de 2015 © Álvaro Isidoro / Global Imagens

Visitantes dos monumentos, museus e palácios de Portugal cresceram 34,4% desde 2010, ano em que se contaram cerca de 3 milhões e 18 mil visitantes. Em 2015, o número aumentou para 4 milhões e 56 mil. Em relação ao ano anterior, 2014, ano em que se contaram 3 577 visitantes, o aumento foi de 13,4%,

Divididas entre monumentos, museus e palácios, as estatísticas de visitantes feitas pela Direção-Geral do Património Cultural relativas a 2015 mostram que o aumento de entradas estrangeiras foi superior às entradas nacionais nos três tipos de património.

O número de visitantes estrangeiros aos monumentos aumentou 39,4% desde 2010

Nos monumentos, por exemplo, o aumento de visitantes nacionais em relação a 2014 foi de 11,7%, enquanto nas entradas estrangeiras o aumento foi de 15,1%. Relativamente a 2010, o aumento foi de 21,7% nas primeiras e de 39,4% nas segundas.

Nos museus, o aumento em relação a 2010 foi de 16,4% nas entradas nacionais e de 60,9% nas entradas estrangeiras. Verifica-se a mesma tendência nos palácios, com entradas nacionais a crescerem 7,2% desde 2010 e as entradas estrangeiras a crescerem 57,6%.

O Museu dos Coches aumentou 67,6% o número de visitantes num só ano

Atentando aos diferentes equipamentos culturais, destaca-se o Museu dos Coches, que registou um aumento do número de visitantes de 72,7% de 2010 para 2015 e, só de 2014 para 2015 - ano em que inaugurou o novo Museu dos Coches -, de 67,6%, maior aumento entre 2014 e 2015 entre todos os equipamentos culturais. Entre 2010 e 2015, o Museu dos Coches, em Belém, Lisboa, passou de 200 699 visitantes para 346 718.

O segundo maior aumento de visitantes entre 2014 e 2015 registou-se no Palácio Nacional de Ajuda, Lisboa, que, entre 2014 e 2015, aumentou em 26,4% o número de visitantes. Entre 2010 e 2015, o aumento foi de 73,9%, o maior registado nesse período cronológico em todo o país. De cerca de 39 mil visitantes passou então para 68 mil.

Panteão Nacional e Convento de Cristo entre os maiores aumentos

Outro dos monumentos em que o aumento de visitas foi maior é o Panteão Nacional, em Lisboa, que entre 2010 e 2015 registou um aumento de 81,8% nos seus visitantes - 12,4% de 2014 para 2015 -, de 55 384 visitantes para 100 714. Também o Convento de Cristo, em Tomar, que no ano passado viu finalizado o restauro da sua charola, registou entre 2010 e 2015 um aumento de visitantes de 64,6%, passando de 154 438 para 254 313.

Mosteiro dos Jerónimos é o mais visitado, com 943 mil visitas em 2015

O Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, continua a ser o equipamento cultural mais visitado do país, contando 943 831 entradas em 2015, um aumento de 12,4% em relação a 2014 e de 46,3% quando comparado com 2010.