"Amor Impossível" arrecada prémio Sophia de melhor filme

Filme realizado por António-Pedro Vasconcelos também deu prémios de Melhor Atrix e Melhor Ator a Vitória Guerra e José Mata.

Amor Impossível, de António-Pedro Vasconcelos, conquistou na sexta-feira à noite o Prémio Sophia, da Academia Portuguesa de Cinema, para Melhor Filme e Margarida Cardoso, o de Melhor Realizador, por Yvone Kane, na cerimónia que decorreu em Lisboa.

O filme de António-Pedro Vasconcelos garantiu igualmente os Sophia de Melhor Atriz e de Melhor Ator a Vitória Guerra e José Mata.

No conjunto dos principais prémios, o de Melhor Argumento Original foi para João Leitão e Nuria Leon Bernardo, por Capitão Falcão, e o de Melhor Montagem, para Edgar Feldman e João Salaviza, por Montanha.

A atriz Carmen Dolores e o diretor de fotografia Fernando Costa receberam o Prémio Sophia de Carreira.

Os Prémios Sophia, que distinguem os profissionais do cinema nacional pelos seus próprios pares, foram lançados em 2012, um ano depois da criação da Academia Portuguesa de Cinema.

Exclusivos